domingo, 31 de janeiro de 2016

1ª Leitura - Ml 3,1-4 - 02.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Apresentação do Senhor
Festa
Cor: Branco

O Senhor a quem buscais, virá ao seu Templo.

Leitura da Profecia de Malaquias 3,1-4

Assim diz o Senhor:
1Eis que envio meu anjo,
e ele há de preparar o caminho para mim;
logo chegará ao seu templo o Dominador,
que tentais encontrar,
e o anjo da aliança, que desejais.
Ei-lo que vem, diz o Senhor dos exércitos;
2e quem poderá fazer-lhe frente,
no dia de sua chegada?
E quem poderá resistir-lhe, quando ele aparecer?
Ele é como o fogo da forja
e como a barrela dos lavadeiros;
3e estará a postos,
como para fazer derreter e purificar a prata:
assim ele purificará os filhos de Levi
e os refinará como ouro e como prata,
e eles poderão assim
fazer oferendas justas ao Senhor.
4Será então aceitável ao Senhor
a oblação de Judá e de Jerusalém,
como nos primeiros tempos e nos anos antigos.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 30 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 2Sm 15,13-14.30;16,5-13a - 01.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 4ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Fujamos de Absalão!
Deixai Semei amaldiçoar, conforme a permissão do Senhor.

Leitura do Segundo Livro de Samuel 15,13-14.30;16,5-13a

Naqueles dias:
13Um mensageiro veio dizer a Davi:
'As simpatias de todo o Israel estão com Absalão'.
14Davi disse aos servos que estavam com ele em Jerusalém:
'Depressa, fujamos, porque, de outro modo,
não podemos escapar de Absalão!
Apressai-vos em partir,
para que não aconteça que ele,
chegando, nos apanhe, traga sobre nós a ruína,
e passe a cidade ao fio da espada'.
30Davi caminhava chorando,
enquanto subia o monte das Oliveiras,
com a cabeça coberta e os pés descalços.
E todo o povo que o acompanhava,
subia também chorando, com a cabeça coberta.
16,5Quando o rei chegou a Baurim,
saiu de lá um homem da parentela de Saul,
chamado Semei, filho de Gera,
que ia proferindo maldições enquanto andava.
6Atirava pedras contra Davi
e contra todos os servos do rei,
embora toda a tropa e todos os homens de elite
seguissem agrupados à direita e à esquerda do rei Davi.
7Semei amaldiçoava-o, dizendo:
'Vai-te embora! Vai-te embora,
homem sanguinário e criminoso!
8O Senhor fez cair sobre ti
todo o sangue da casa de Saul,
cujo trono usurpaste,
e entregou o trono a teu filho Absalão.
Tu estás entregue à tua própria maldade,
porque és um homem sanguinário'.
9Então Abisai, filho de Sarvia, disse ao rei:
'Por que há de este cão morto
continuar amaldiçoando o senhor, meu rei?
Deixa-me passar para lhe cortar a cabeça'.
10Mas o rei respondeu:
'Não te intrometas, filho de Sarvia!
Se ele amaldiçoa
e se o Senhor o mandou maldizer a Davi,
quem poderia dizer-lhe: 'Por que fazes isto?'.
11E Davi disse a Abisai e a todos os seus servos:
'Vede: Se meu filho, que saiu das minhas entranhas,
atenta contra a minha vida,
com mais razão esse filho de Benjamim.
Deixai-o amaldiçoar,
conforme a permissão do Senhor.
12Talvez o Senhor leve em conta a minha miséria,
restituindo-me a ventura
em lugar da maldição de hoje'.
13aE Davi e seus homens seguiram adiante.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

1ª Leitura - Jr 1,4-5.17-19 - 31.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4º DOMINGO Tempo
Comum
Cor: Verde

Eu te consagrei e te fiz profeta das nações.

Leitura do Livro do Profeta Jeremias 1,4-5.17-19

Nos dias de Josias, rei de Judá,
4Foi-me dirigida a palavra do Senhor, dizendo:
5'Antes de formar-te no ventre materno, eu te conheci;
antes de saíres do seio de tua mãe,
eu te consagrei e te fiz profeta das nações'.
17Vamos, põe a roupa e o cinto,
levanta-te e comunica-lhes
tudo que eu te mandar dizer:
não tenhas medo,
senão, eu te farei tremer na presença deles.
18Com efeito, eu te transformarei hoje
numa cidade fortificada,
numa coluna de ferro,
num muro de bronze
contra todo o mundo,
frente aos reis de Judá e seus príncipes,
aos sacerdotes e ao povo da terra;
19eles farão guerra contra ti, mas não prevalecerão,
porque eu estou contigo
para defender-te',
diz o Senhor.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 2Sm 12,1-7a.10-17 - 30.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 3ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

'Pequei contra o Senhor'.

Leitura do Segundo Livro de Samuel 12,1-7a.10-17

Naqueles dias:
1O Senhor mandou o profeta Natã a Davi.
Ele foi ter com o rei e lhe disse-lhe:
'Numa cidade havia dois homens,
um rico e outro pobre.
2O rico possuía ovelhas e bois em grande número.
3O pobre só possuía uma ovelha pequenina,
que tinha comprado e criado.
Ela crescera em sua casa junto com seus filhos,
comendo do seu pão, bebendo do mesmo copo,
dormindo no seu regaço.
Era para ele como uma filha.
4Veio um hóspede à casa do homem rico,
e este não quis tomar uma das suas ovelhas
ou um dos seus bois para preparar um banquete
e dar de comer ao hóspede que chegara.
Mas foi, apoderou - se da ovelhinha do pobre
e preparou-a para o visitante'.
5Davi ficou indignado contra esse homem
e disse a Natã:
'Pela vida do Senhor,
o homem que fez isso merece a morte!
6Pagará quatro vezes o valor da ovelha,
por ter feito o que fez
e não ter tido compaixão'.
7aNatã disse a Davi:
'Esse homem és tu!
Assim diz o Senhor, o Deus de Israel:
10Por isso, a espada jamais se afastará de tua casa,
porque me desprezaste e tomaste a mulher do hitita Urias
para fazer dela a tua esposa.
11Assim diz o Senhor:
Da tua própria casa farei surgir o mal contra ti
e tomarei as tuas mulheres, sob os teus olhos,
e as darei a um outro,
e ele se aproximará das tuas mulheres à luz deste sol.
12Tu fizeste tudo às escondidas.
Eu, porém, farei o que digo
diante de todo o Israel e à luz do sol'.
13Davi disse a Natã; 'Pequei contra o Senhor'.
Natã respondeu-lhe:
'De sua parte, o Senhor perdoou o teu pecado.
de modo que não morrerás!
14Entretanto, por teres ultrajado o Senhor
com teu procedimento
o filho que te nasceu morrerá'.
15E Natã voltou para a sua casa.
O Senhor feriu o filho
que a mulher de Urias tinha dado a Davi
e ele adoeceu gravemente.
16Davi implorou a Deus pelo menino
e fez um grande jejum.
E, voltando para casa,
passou a noite deitado no chão.
17Os anciãos do palácio insistiam com ele
para que se levantasse do chão;
mas ele não o quis fazer
nem tomar com eles alimento algum.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - 2Sm 11,1-4a.5-10a.13-17 - 29.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 3ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Tu me desprezaste e tomaste como esposa a mulher de Urias. (Cf. 2Sm 12,10)

Leitura do Segundo Livro de Samuel 11,1-4a.5-10a.13-17

1No ano seguinte,
na época em que os reis costumavam partir para a guerra,
Davi enviou Joab com os seus oficiais e todo o Israel,
e eles devastaram o país dos amonitas e sitiaram Rabá.
Mas Davi ficou em Jerusalém.
2Ora, um dia, ao entardecer,
levantando-se Davi de sua cama,
pôs-se a passear pelo terraço de sua casa
e avistou dali uma mulher que se banhava.
Era uma mulher muito bonita.
3Davi procurou saber quem era essa mulher
e disseram-lhe que era Betsabéia,
filha de Eliam, mulher do hitita Urias.
4aEntão Davi enviou mensageiros para que a trouxessem.
Ela veio e ele deitou-se com ela.
5Em seguida, Betsabéia voltou para casa.
Como ela concebesse, mandou dizer a Davi:
'Estou grávida'.
6Davi mandou esta ordem a Joab:
'Manda-me Urias, o hitita'.
E ele mandou Urias a Davi.
7Quando Urias chegou,
Davi pediu-lhes notícias de Joab,
do exército e da guerra.
8E depois disse-lhe:
'Desce à tua casa e lava os pés'.
Urias saiu do palácio do rei
e, em seguida, este enviou-lhe um presente real.
9Mas Urias dormiu à porta do palácio
com os outros servos do seu amo,
e não foi para casa.
10aE contaram a Davi, dizendo-lhe:
'Urias não foi para sua casa'.
13Davi convidou-o para comer e beber à sua mesa
e o embriagou.
Mas, ao entardecer, ele retirou-se
e foi-se deitar no seu leito,
em companhia dos servos do seu senhor,
e não desceu para a sua casa.
14Na manhã seguinte, Davi escreveu uma carta a Joab
e mandou-a pelas mãos de Urias.
15Dizia nela: 'Colocai Urias na frente,
onde o combate for mais violento,
e abandonai-o para que seja ferido e morra'.
16Joab, que sitiava a cidade,
colocou Urias no lugar
onde ele sabia estarem os guerreiros mais valentes.
17Os que defendiam a cidade,
saíram para atacar Joab,
e morreram alguns do exército, da guarda de Davi.
E morreu também Urias, o hitita.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 2Sm 7,18-19.24-29 - 28.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5ª-feira da 3ª Semana
Tempo Comum
S. Tomás de Aquino PresbDr, memória
Cor: Branco

Quem sou eu, Senhor Deus,
e o que é a minha família?

Leitura do Segundo Livro de Samuel 7,18-19.24-29

Depois que Natan falara a Davi,
o rei entrou no tabernáculo
18foi assentar-se diante do Senhor, e disse:
'Quem sou eu, Senhor Deus,
e o que é a minha família,
para que me tenhas conduzido até aqui?
19Mas, como isto te parecia pouco, Senhor Deus,
ainda fizeste promessas à casa do teu servo
para um futuro distante.
Porque esta é a lei do homem, Senhor Deus!
24Estabeleceste o teu povo, Israel,
para que ele seja para sempre o teu povo;
e tu, Senhor, te tornaste o seu Deus.
25Agora, Senhor Deus,
cumpre para sempre a promessa
que fizeste ao teu servo e à sua casa,
e faze como disseste!
26Então o teu nome será exaltado para sempre,
e dirão:
'O Senhor Todo-poderoso é o Deus de Israel'.
E a casa do teu servo Davi
permanecerá estável na tua presença.
27Pois tu, Senhor Todo-poderoso, Deus de Israel,
fizeste esta revelação ao teu servo:
'Eu te construirei uma casa.
Por isso o teu servo se animou
a dirigir-te esta oração.
28Agora, Senhor Deus, tu és Deus
e tuas palavras são verdadeiras.
Pois que fizeste esta bela promessa ao teu servo,
29abençoa, então, a casa do teu servo,
para que ela permaneça para sempre na tua presença.
Porque és tu, Senhor Deus, que falaste,
e é graças à tua bênção
que a casa do teu servo será abençoada para sempre'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 2Sm 7,4-17 - 27.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 3ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Suscitarei, depois de ti, um filho teu,
e confirmarei a sua realeza.

Leitura do Segundo Livro de Samuel 7,4-17

Naqueles dias:
4A palavra do Senhor foi dirigida a Natã nestes termos:
5'Vai dizer ao meu servo Davi:
'Assim fala o Senhor:
Porventura és tu que me construirás uma casa
para eu habitar?
6Pois eu nunca morei numa casa,
desde que tirei do Egito os filhos de Israel,
até ao dia de hoje,
mas tenho vagueado em tendas e abrigos.
7Por todos os lugares onde andei com os filhos de Israel,
disse, porventura, a algum dos chefes de Israel,
que encarreguei de apascentar o meu povo:
Por que não me edificastes uma casa de cedro?`
8Dirás pois, agora, ao meu servo Davi:
'Assim fala o Senhor Todo-poderoso:
Fui eu que te tirei do pastoreio, do meio das ovelhas,
para que fosses o chefe do meu povo, Israel.
9Estive contigo em toda parte por onde andaste,
e exterminei diante de ti todos os teus inimigos,
fazendo o teu nome tão célebre
como o dos homens mais famosos da terra.
10Vou preparar um lugar para o meu povo, Israel:
eu o implantarei, de modo que possa morar lá
sem jamais ser inquietado.
Os homens violentos não tornarão a oprimi-lo como outrora,
11no tempo em que eu estabelecia juízes
sobre o meu povo, Israel.
Concedo-te uma vida tranqüila,
livrando-te de todos os teus inimigos.
E o Senhor te anuncia que te fará uma casa.
12Quando chegar o fim dos teus dias
e repousares com teus pais,
então, suscitarei, depois de ti, um filho teu,
e confirmarei a sua realeza.
13Será ele que construirá uma casa para o meu nome,
e eu firmarei para sempre o seu trono real.
14Eu serei para ele um pai
e ele será para mim um filho.
Se ele proceder mal,
eu o castigarei com vara de homens
e com golpes dos filhos dos homens.
15Mas não retirarei dele a minha graça,
como a retirei de Saul,
a quem expulsei da minha presença.
16Tua casa e teu reino
serão estáveis para sempre diante de mim,
e teu trono será firme para sempre'.
17Natã comunicou a Davi todas essas palavras
e toda essa revelação.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 2Tm 1,1-8 - 26.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
São Timóteo e São Tito, bispos
Memória
Cor: Branco

Recordo-me da fé sincera que tens.

Início da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo 1,1-8

1Paulo, Apóstolo de Jesus Cristo
pelo desígnio de Deus
referente à promessa de vida que temos em Cristo Jesus,
2a Timóteo, meu querido filho:
Graça, misericórdia e paz
da parte de Deus Pai
e de Cristo Jesus, nosso Senhor!
3Dou graças a Deus,
- a quem sirvo com a consciência pura,
como aprendi dos meus antepassados -,
quando me lembro de ti, dia e noite,
nas minhas orações.
4Lembrando-me das tuas lágrimas,
sinto grande desejo de rever-te,
e assim ficar cheio de alegria.
5Recordo-me da fé sincera que tens,
aquela mesma fé
que antes tiveram tua avó Loide e tua mãe Eunice.
Sem dúvida, assim é também a tua.
6Por este motivo,
exorto-te a reavivar a chama do dom de Deus
que recebeste pela imposição das minhas mãos.
7Pois Deus não nos deu um espírito de timidez
mas de fortaleza, de amor e sobriedade.
8Não te envergonhes do testemunho de Nosso Senhor
nem de mim, seu prisioneiro,
mas sofre comigo pelo Evangelho,
fortificado pelo poder de Deus.
Palavra da Salvação.
Fonte CNBB

domingo, 24 de janeiro de 2016

1ª Leitura - At 22,3-16 - 25.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Conversão de São Paulo, Apóstolo .
Festa
Cor: Branco

Levanta-te, recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados,
invocando o nome de Jesus.

Leitura dos Atos dos Apóstolos 22,3-16

Naqueles dias, Paulo disse ao povo:
3"Eu sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia,
mas fui criado aqui nesta cidade.
Como discípulo de Gamaliel,
fui instruído em todo o rigor da Lei
de nossos antepassados,
tornando-me zeloso da causa de Deus,
como acontece hoje convosco.
4Persegui até à morte os que seguiam este Caminho,
prendendo homens e mulheres
e jogando-os na prisão.
5Disso são minhas testemunhas o Sumo Sacerdote
e todo o conselho dos anciãos.
Eles deram-me cartas de recomendação
para os irmãos de Damasco.
Fui para lá,
a fim de prender todos os que encontrasse
e trazê-los para Jerusalém,
a fim de serem castigados.
6Ora, aconteceu que, na viagem,
estando já perto de Damasco, pelo meio dia,
de repente uma grande luz que vinha do céu
brilhou ao redor de mim.
Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia:
`Saulo, Saulo, por que me persegues?'
8Eu perguntei:
`Quem és tu, Senhor?'
7Ele me respondeu:
`Eu sou Jesus, o Nazareno,
a quem tu estás perseguindo'.
9Meus companheiros viram a luz,
mas não ouviram a voz que me falava.
10Então perguntei:
`Que devo fazer, Senhor?'
O Senhor me respondeu:
`Levanta-te e vai para Damasco.
Ali te explicarão tudo o que deves fazer'.
11Como eu não podia enxergar,
por causa do brilho daquela luz,
cheguei a Damasco
guiado pela mão dos meus companheiros.
12Um certo Ananias, homem piedoso e fiel à Lei,
com boa reputação
junto de todos os judeus que aí moravam,
13veio encontrar-me e disse:
`Saulo, meu irmão, recupera a vista!'
No mesmo instante, recuperei a vista e pude vê-lo.
14Ele, então, me disse:
`O Deus de nossos antepassados
escolheu-te para conheceres a sua vontade,
veres o Justo e ouvires a sua própria voz.
15Porque tu serás a sua testemunha
diante de todos os homens, daquilo que viste e ouviste.
16E agora, o que estás esperando?
Levanta-te, recebe o batismo
e purifica-te dos teus pecados, invocando o nome dele!'"
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 23 de janeiro de 2016

1ª Leitura - Ne 8,2-4a.5-6.8-10 - 24.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3º DOMINGO
Tempo Comum
Cor: Verde

Leram o Livro da Lei de Deus
e explicaram seu sentido.

Leitura do Livro de Neemias 8,2-4a.5-6.8-10

Naqueles dias:
2O sacerdote Esdras apresentou a Lei
diante da assembléia de homens, de mulheres
e de todos os que eram capazes de compreender.
Era o primeiro dia do sétimo mês.
3Assim, na praça que fica defronte da porta das Âguas,
Esdras fez a leitura do livro,
desde o amanhecer até ao meio-dia,
na presença dos homens, das mulheres
e de todos os que eram capazes de compreender.
E todo o povo escutava com atenção
a leitura do livro da Lei.
4aEsdras, o escriba,
estava de pé sobre um estrado de madeira,
erguido para esse fim.
5Estando num lugar mais alto,
ele abriu o livro à vista de todo o povo.
E, quando o abriu, todo o povo ficou de pé.
6Esdras bendisse o Senhor, o grande Deus,
e todo o povo respondeu, levantando as mãos:
'Amém! Amém!'
Depois inclinaram-se
e prostraram-se diante do Senhor, com o rosto em terra.
8E leram clara e distintamente o livro da Lei de Deus
e explicaram seu sentido,
de maneira que se pudesse compreender a leitura.
9O governador Neemias e Esdras, sacerdote e escriba,
e os levitas que instruíam o povo,
disseram a todos:
'Este é um dia consagrado ao senhor, vosso Deus!
Não fiqueis tristes nem choreis',
pois todo o povo chorava ao ouvir as palavras da Lei.
10E Neemias disse-lhes:
'Ide para vossas casas e comei carnes gordas,
tomai bebidas doces
e reparti com aqueles que nada prepararam,
pois este dia é santo para o nosso Senhor.
Não fiqueis tristes,
porque a alegria do Senhor será a vossa força'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 2Sm 1,1-4.11-12.19.23-27 - 23.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 2ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Como tombaram os fortes na batalha!

Início do Segundo Livro de Samuel 1,1-4.11-12.19.23-27

Naqueles dias:
1Davi regressou da derrota que infligiu aos amalecitas,
e esteve dois dias em Siceleg.
2No terceiro dia, apareceu um homem,
que vinha do acampamento de Saul,
com as vestes rasgadas e a cabeça coberta de pó.
Ao chegar perto de Davi, prostrou-se por terra
e fez-lhe uma profunda reverência.
3Davi perguntou-lhe:
'Donde vens?'
Ele respondeu:
'Salvei-me do acampamento de Israel'.
4'Que aconteceu?', perguntou-lhe Davi.
'Conta-me tudo!'
Ele respondeu:
'As tropas fugiram da batalha,
e muitos do povo caíram mortos.
Até Saul e o seu filho Jônatas pereceram!'
11Então Davi tomou suas próprias vestes e rasgou-as,
e todos os que estavam com ele fizeram o mesmo.
12Lamentaram-se, choraram e jejuaram até à tarde,
por Saul e por seu filho Jônatas,
e por causa do povo do Senhor e da casa de Israel,
porque haviam tombado pela espada.
19'Tua glória, ó Israel,
jaz ferida de morte sobre os teus montes.
Como tombaram os fortes!
23Saul e Jônatas, amados e belos,
nem vida nem morte os puderam separar,
mais velozes que as águias, mais fortes que os leões.
24Filhas de Israel, chorai sobre Saul.
Ele vos vestia de púrpura suntuosa
e ornava de ouro os vossos vestidos.
25Como tombaram os fortes em plena batalha!
Jônatas foi morto sobre as tuas alturas.
26Choro por ti, meu irmão Jônatas.
Tu me eras tão querido;
tua amizade me era mais cara
que o amor das mulheres.
27Como tombaram os fortes,
como pereceram as armas de guerra!'
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 24,3-21 - 22.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 2ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Não levantarei a mão contra ele,
pois é o ungido do Senhor.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 24,3-21

Naqueles dias:
3Saul tomou consigo três mil homens
escolhidos em todo o Israel
e saiu em busca de Davi e de seus homens,
até aos rochedos das cabras monteses.
4E chegou aos currais de ovelhas
que encontrou no caminho.
Havia ali uma gruta,
onde Saul entrou para satisfazer suas necessidades.
Davi e seus homens achavam-se no fundo da gruta,
5 e os homens de Davi disseram-lhe:
'Este certamente é o dia do qual o Senhor te falou:
'Eu te entregarei o teu inimigo,
para que faças dele o que quiseres'.
Então Davi aproximou-se de mansinho
e cortou a ponta do manto de Saul.
6Mas logo o seu coração se encheu de remorsos
por ter feito aquilo,
7e disse aos seus homens:
'Que o Senhor me livre de fazer uma coisa dessas
ao ungido do Senhor,
levantando a minha mão contra ele, o ungido do Senhor'.
8Com essas palavras, Davi conteve os seus homens,
e não permitiu que se lançassem sobre Saul.
Este deixou a gruta e seguiu seu caminho.
9Davi levantou-se a seguir, saiu da gruta
e gritou atrás dele:
'Senhor, meu rei!'
Saul voltou-se e Davi inclinou-se até o chão e prostrou-se.
10E disse a Saul:
'Por que dás ouvidos às palavras dos que te dizem
que Davi procura fazer-te mal?
11Viste hoje com teus próprios olhos
que o Senhor te entregou em minhas mãos, na gruta.
Renunciando a matar-te!
poupei-te a vida, porque pensei:
Não levantarei a mão contra o meu senhor,
pois ele é o ungido do Senhor,
12e meu pai.
Presta atenção, e vê em minha mão a ponta do teu manto.
Se eu cortei este pedaço do teu manto e não te matei,
reconhece que não há maldade nem crime em mim,
que não pequei contra ti.
Tu, porém, andas procurando tirar-me a vida.
13Que o Senhor seja nosso juiz
e que ele me vingue de ti.
Mas eu nunca levantarei a minha mão contra ti.
14'Dos ímpios sairá a impiedade', diz o antigo provérbio;
por isso, a minha mão não te tocará.
15A quem persegues tu, ó rei de Israel?
A quem persegues? Um cão morto! E uma pulga!
16Pois bem! O senhor seja juiz e julgue entre mim e ti.
Que ele examine e defenda a minha causa,
e me livre das tuas mãos'.
17Quando Davi terminou de falar, Saul lhe disse:
'É esta a tua voz, ó meu filho Davi?
E começou a clamar e a chorar
18Depois disse a Davi:
'Tu és mais justo do que eu,
porque me tens feito bem e eu só te tenho feito mal.
19Hoje me revelaste a tua bondade para comigo,
pois o Senhor me entregou em tuas mãos
e não me mataste.
20Qual é o homem que, encontrando o seu inimigo,
o deixa ir embora tranqüilamente?
Que o Senhor te recompense pelo bem que hoje me fizeste.
21Agora, eu sei com certeza que tu serás rei,
e que terás em tua mão o reino de Israel'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 18,6-9; 19,1-7 - 21.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5ª-feira da 2ª Semana
Tempo Comum
Sta. Inês* VgMt., memória
Cor: Vermelho

Saul, meu pai, procura matar-te.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 18,6-9; 19,1-7

Naqueles dias:
6Quando Davi voltou, depois de ter matado o filisteu,
as mulheres de todas as cidades de Israel
saíram ao encontro do rei Saul,
dançando e cantando alegremente
ao som de tamborins e címbalos.
7E, enquanto dançavam, diziam em coro:
'Saul matou mil, mas Davi matou dez mil'.
8Saul ficou muito encolerizado com isto
e não gostou nada da canção, dizendo:
'A Davi deram dez mil, e a mim somente mil.
Que lhe falta ainda, senão a realeza?'
9E, a partir daquele dia,
não olhou mais para Davi com bons olhos.
19,1Saul falou a Jônatas, seu filho,
e a todos os seus servos
sobre sua intenção de matar Davi.
Mas Jônatas, filho de Saul,
amava profundamente Davi,
2e preveniu-o a respeito disso, dizendo:
'Saul, meu pai, procura matar-te;
portanto, toma cuidado amanhã de manhã,
e fica oculto em um esconderijo.
3Eu mesmo sairei em companhia de meu pai,
no campo, onde estiveres,
e lhe falarei de ti, para ver o que ele diz,
e depois te avisarei de tudo o que eu souber'.
4Então Jônatas falou bem de Davi a Saul, seu pai,
e acrescentou:
'Não faças mal algum ao teu servo Davi,
porque ele nunca te ofendeu.
Ao contrário, o que ele tem feito
foi muito proveitoso para ti.
5Arriscou a sua vida, matando o filisteu,
e o Senhor deu uma grande vitória a todo o Israel.
Tu mesmo foste testemunha e te alegraste.
Por que, então, pecarias,
derramando sangue inocente
e mandando matar Davi sem motivo?'
6Saul, ouvindo isto,
e aplacado com as razões de Jônatas, jurou:
'Pela vida do Senhor, ele não será morto!'
7Então Jônatas chamou Davi
e contou-lhe tudo isto.
Levou-o em seguida a Saul,
para que ele retomasse o seu lugar, como antes.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 17,32-33.37.40-5l - 20.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 2ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Davi venceu o filisteu, com uma funda e uma pedra.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 17,32-33.37.40-51

Naqueles dias:
32Davi foi conduzido a Saul e lhe disse:
'Ninguém desanime por causa desse filisteu!
Eu, teu servo, lutarei contra ele'.
33Mas Saul ponderou:
'Não poderás enfrentar esse filisteu,
pois tu és só ainda um jovem,
e ele é um homem de guerra desde a sua mocidade'.
37Davi respondeu:
'O Senhor me livrou
das garras do leão e das garras do urso.
Ele me salvará também das mãos deste filisteu'.
Então Saul disse a Davi:
'Vai, e que o Senhor esteja contigo'.
40Em seguida, tomou o seu cajado,
escolheu no regato cinco pedras bem lisas
e colocou-as no seu alforje de pastor,
que lhe servia de bolsa para guardar pedras.
Depois, com a sua funda na mão,
avançou contra o filisteu.
41Este, que se vinha aproximando mais e mais,
precedido do seu escudeiro,
42quando pôde ver bem Davi
desprezou-o, porque era muito jovem,
ruivo e de bela aparência.
43E lhe disse:
'Sou por acaso um cão,
para vires a mim com um cajado?'
E o filisteu amaldiçoou Davi
em nome de seus deuses.
44E acrescentou:
'Vem, e eu darei a tua carne às aves do céu
e aos animais da terra!'
45Davi respondeu:
'Tu vens a mim com espada, lança e escudo;
eu, porém, vou a ti em nome do Senhor Todo-poderoso,
o Deus dos exércitos de Israel que tu insultaste!
46Hoje mesmo, o Senhor te entregará em minhas mãos,
e te abaterei e te cortarei a cabeça,
e darei o teu cadáver
e os cadáveres do exército dos filisteus
às aves do céu e aos animais da terra,
para que toda a terra saiba que há um Deus em Israel.
47E toda esta multidão de homens conhecerá
que não é pela espada nem pela lança
que o Senhor concede a vitória;
porque o Senhor é o árbitro da guerra,
e ele vos entregará em nossas mãos'.
48Logo que o filisteu avançou
e marchou em direção a Davi,
este saiu das linhas de formação
e correu ao encontro do filisteu.
49Davi meteu, então, a mão no alforje,
apanhou uma pedra e arremessou-a com a funda,
atingindo o filisteu na fronte com tanta força,
que a pedra se encravou na sua testa
e o gigante tombou com o rosto em terra.
50E assim Davi venceu o filisteu,
ferindo-o de morte com uma funda e uma pedra.
E, como não tinha espada na mão,
51correu para o filisteu,
chegou junto dele,
arrancou-lhe a espada da bainha
e acabou de matá-lo,
cortando-lhe a cabeça.
Vendo morto o seu guerreiro mais valente,
os filisteus fugiram.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 16,1-13 - 19.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 2ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Samuel ungiu Davi na presença de seus irmãos.
E a partir daquele dia,
o espírito do Senhor se apoderou de Davi.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 16,1-13

Naqueles dias:
1O Senhor disse a Samuel:
'Até quando ficarás chorando por causa de Saul,
se eu mesmo o rejeitei
para que não reine mais sobre Israel?
Enche o chifre de óleo e vem,
para que eu te envie à casa de Jessé de Belém,
pois escolhi um rei para mim entre os seus filhos'.
2Samuel ponderou:
'Como posso ir?
Se Saul o souber, vai-me matar'.
O Senhor respondeu:
'Tomarás contigo uma novilha da manada, e dirás:
'Vim para oferecer um sacrifício ao Senhor'.
3Convidarás Jessé para o sacrifício.
Eu te mostrarei o que deves fazer,
e tu ungirás a quem eu te designar'.
4Samuel fez o que o Senhor lhe disse,
e foi a Belém.
Os anciãos da cidade vieram-lhe ao encontro,
e perguntaram:
'É de paz a tua vinda?'
5'Sim, é de paz', respondeu Samuel.
'Vim para fazer um sacrifício ao Senhor.
Purificai-vos e vinde comigo,
para que eu ofereça a vítima'.
Ele purificou então Jessé e seu filhos
e convidou-os para o sacrifício.
6Assim que chegaram, Samuel viu a Eliab,
e disse consigo:
'Certamente é este o ungido do Senhor!'
7Mas o Senhor disse-lhe:
'Não olhes para a sua aparência
nem para a sua grande estatura,
porque eu o rejeitei.
Não julgo segundo os critérios do homem:
o homem vê as aparências,
mas o senhor olha o coração'.
8Então Jessé chamou Abinadab
e apresentou-o a Samuel, que disse:
'Também não é este que o Senhor escolheu'.
9Jessé trouxe-lhe depois Sama, e Samuel disse:
'A este tampouco o Senhor escolheu'.
10Jessé fez vir seus sete filhos à presença de Samuel,
mas Samuel disse:
'O Senhor não escolheu a nenhum deles'.
11E acrescentou:
'Estão aqui todos os teus filhos?'
Jessé respondeu: 'Resta ainda o mais novo,
que está apascentando as ovelhas'.
E Samuel ordenou a Jessé: 'Manda buscá-lo,
pois não nos sentaremos à mesa,
enquanto ele não chegar'.
12Jessé mandou buscá-lo.
Era ruivo, de belos olhos e de formosa aparência.
E o Senhor disse:
'Levanta-te, unge-o: é este!'
13Samuel tomou o chifre com óleo
e ungiu Davi na presença de seus irmãos.
E a partir daquele dia,
o espírito do Senhor se apoderou de Davi.
A seguir, Samuel se pôs a caminho
e voltou para Ramá.
Palavra do Senhor.

domingo, 17 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 15,16-23 - 18.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 2ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

A obediência vale mais que o sacrifício.
O Senhor te rejeitou: tu não és mais rei.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 15,16-23

Naqueles dias:
16Samuel disse a Saul:
'Basta!
Deixa-me dizer-te o que o Senhor me revelou esta noite'.
Saul disse:
'Fala!'
17Então Samuel começou:
'Por menor que sejas aos teus próprios olhos,
acaso não és o chefe das tribos de Israel?
O Senhor ungiu-te rei sobre Israel
18e te enviou em expedição,
com a ordem de eliminar os amalecitas, esses malfeitores,
combatendo-os até que fossem exterminados.
19Por que não ouviste a voz do Senhor,
e te precipitaste sobre os despojos
e fizeste o que desagrada ao Senhor?'
20Saul respondeu a Samuel:
'Mas eu obedeci ao Senhor!
Realizei a expedição a que ele me enviou.
Trouxe Agag, rei de Amalec, para cá,
e exterminei os amalecitas.
21Quanto aos despojos,
o povo reteve, das ovelhas e dos bois,
o melhor do que devia ser eliminado,
para sacrificar ao Senhor teu Deus em Guilgal'.
22Mas Samuel replicou:
'O Senhor quer holocaustos e sacrifícios,
ou quer a obediência à sua palavra?
A obediência vale mais que o sacrifício,
a docilidade mais que oferecer gordura de carneiros.
23A rebelião é um verdadeiro pecado de magia,
um crime de idolatria, uma obstinação.
Assim, porque rejeitaste a palavra do Senhor,
ele te rejeitou: tu não és mais rei'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 16 de janeiro de 2016

1ª Leitura - Is 62,1-5 - 17.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2º DOMINGO
Tempo Comum
Cor: Verde

A noiva é a alegria do noivo.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 62,1-5

1Por amor de Sião não me calarei,
por amor de Jerusalém não descansarei,
enquanto não surgir nela, como um luzeiro, a justiça
e não se acender nela, como uma tocha, a salvação.
2As nações verão a tua justiça,
todos os reis verão a tua glória;
serás chamada com um nome novo,
que a boca do Senhor há de designar.
3E serás uma coroa de glória na mão do Senhor,
um diadema real nas mãos de teu Deus.
4Não mais te chamarão Abandonada,
e tua terra não mais será chamada Deserta;
teu nome será Minha Predileta
e tua terra será a Bem-Casada,
pois o Senhor agradou-se de ti
e tua terra será desposada.
5Assim como o jovem desposa a donzela,
assim teus filhos te desposam;
e como a noiva é a alegria do noivo,
assim também tu és a alegria de teu Deus.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 9, 1-4.17-19; 10,1a - 16.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 1ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Este é o homem de quem te falei.
Saul reinará sobre o meu povo.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 9, 1-4.17-19; 10,1a

1Havia um homem de Benjamin, chamado Cis,
filho de Abiel, filho de Seror,
filho de Becorat, filho de Afia,
um benjaminita, homem forte e valente.
2Ele tinha um filho chamado Saul,
de boa apresentação.
Entre os filhos de Israel
não havia outro melhor do que ele:
dos ombros para cima sobressaía a todo o povo.
3Ora, aconteceu
que se perderam umas jumentas de Cis, pai de Saul.
E Cis disse a seu filho Saul:
'Toma contigo um dos criados,
põe-te a caminho
e vai procurar as jumentas'.
Eles atravessaram a montanha de Efraim
4e a região de Salisa,
mas não as encontraram.
Passaram também pela região de Salim, sem encontrar nada;
e, ainda pela terra de Benjamin, sem resultado algum.
17Quando Samuel avistou Saul,
o Senhor lhe disse:
'Este é o homem de quem te falei.
Ele reinará sobre o meu povo'.
18Saul aproximou-se de Samuel, na soleira da porta,
e disse-lhe:
'Peço-te que me informes onde é a casa do vidente'.
19Samuel respondeu a Saul:
'Sou eu mesmo o vidente.
Sobe na minha frente ao santuário da colina.
Hoje comereis comigo,
e amanhã de manhã te deixarei partir,
depois de te ter revelado tudo o que tens no coração'.
10,1aNa manhã seguinte,
Samuel tomou um pequeno frasco de azeite,
derramou-o sobre a cabeça de Saul
e beijou-o, dizendo:
'Com isto o Senhor te ungiu como chefe do seu povo, Israel.
Tu governarás o povo do Senhor
e o livrarás das mãos de seus inimigos,
que estão ao seu redor'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - 1Sm 8,4-7.10-22a - 15.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 1ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Clamareis ao Senhor por causa do vosso rei,
mas o Senhor não vos ouvirá.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 8,4-7.10-22a

Naqueles dias:
4Todos os anciãos de Israel se reuniram,
foram procurar Samuel em Ramá,
5e disseram-lhe:
'Olha, tu estás velho,
e teus filhos não seguem os teus caminhos.
Por isso, estabelece sobre nós um rei,
para que exerça a justiça entre nós,
como se faz em todos os povos'.
6Samuel não gostou, quando lhe disseram:
'Dá-nos um rei, para que nos julgue'.
E invocou o Senhor.
7O Senhor disse a Samuel:
'Atende a tudo o que o povo te diz.
Porque não é a ti que eles rejeitam, mas a mim,
para que eu não reine mais sobre eles.
10Samuel transmitiu todas as palavras do Senhor ao povo,
que lhe pedira um rei,
11e disse:
'Estes serão os direitos do rei que reinará sobre vós:
Tomará vossos filhos e os encarregará
dos seus carros de guerra e dos seus cavalos
e os fará correr à frente do seu carro.
12Fará deles chefes de mil, e de cinqüenta homens,
e os empregará em suas lavouras e em suas colheitas,
na fabricação de suas armas e de seus carros.
13Fará de vossas filhas suas perfumistas,
cozinheiras e padeiras.
14Tirará os vossos melhores campos, vinhas e olivais
e os dará aos seus funcionários.
15Das vossas colheitas e das vossas vinhas
ele cobrará o dízimo,
e o destinará aos seus eunucos e aos seus criados.
16Tomará também vossos servos e servas,
vossos melhores bois e jumentos,
e os fará trabalhar para ele.
17Exigirá o dízimo de vossos rebanhos,
e vós sereis seus escravos.
18Naquele dia, clamareis ao Senhor
por causa do rei que vós mesmos escolhestes,
mas o Senhor não vos ouvirá'.
19Porém, o povo não quis dar ouvidos
às razões de Samuel, e disse:
'Não importa! Queremos um rei,
20pois queremos ser como todas as outras nações.
O nosso rei administrará a justiça,
marchará à nossa frente
e combaterá por nós em todas as guerras'.
21Samuel ouviu todas as palavras do povo
e repetiu-as aos ouvidos do Senhor.
22aMas o Senhor disse-lhe:
'Faze-lhes a vontade, e dá-lhes um rei'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 4,1-11 - 14.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5ª-feira da 1ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Israel foi derrotado e a arca de Deus foi capturada.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 4,1-11

1Naqueles dias os filisteus reuniram-se
para fazer guerra a Israel.
Israel saiu ao encontro dos filisteus,
acampando perto de Eben-Ezer,
enquanto os filisteus, de sua parte, avançaram até Afec
2e puseram-se em linha de combate diante de Israel.
Travada a batalha,
Israel foi derrotado pelos filisteus.
E morreram naquele combate, em campo aberto,
cerca de quatro mil homens.
3O povo voltou ao acampamento
e os anciãos de Israel disseram:
'Por que fez o Senhor
que hoje fôssemos vencidos pelos filisteus?
Vamos a Silo buscar a arca da aliança do Senhor,
para que ela esteja no meio de nós
e nos salve das mãos dos nossos inimigos'.
4Então o povo mandou trazer de Silo
a arca da aliança do Senhor Todo-poderoso,
que se senta sobre querubins.
Os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, acompanhavam a arca.
5Quando a arca da aliança do Senhor
chegou ao acampamento,
todo Israel rompeu num grande clamor,
que ressoou por toda a terra.
6Os filisteus, ouvindo isso, diziam:
'Que gritaria é essa tão grande no campo dos hebreus?'
E souberam que a arca do Senhor
tinha chegado ao acampamento.
7Os filisteus tiveram medo e disseram:
'Deus chegou ao acampamento!'
E lamentavam-se:
8'Ai de nós! porque os hebreus não estavam com essa alegria
nem ontem nem ante-ontem.
Ai de nós! Quem nos salvará
da mão desses deuses tão poderosos?
Foram eles que afligiram o Egito
com toda espécie de pragas no deserto.
9Mas coragem, filisteus, portai-vos como homens,
para que não vos torneis escravos dos hebreus
como eles o foram de vós!
Sede homens e combatei!'
10Então os filisteus lançaram-se à luta,
Israel foi derrotado
e cada um fugiu para a sua tenda.
O massacre foi grande:
do lado de Israel tombaram trinta mil homens.
11A arca de Deus foi capturada
e morreram os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias.
Palavra do Senhor
Fonte CNBB

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 3,1-10.19-20 - 13.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 1ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Fala, Senhor que teu servo escuta.
Leitura do Primeiro Livro de Samuel 3,1-10.19-20
Naqueles dias:
1O jovem Samuel servia ao Senhor na presença de Eli.
Naquele tempo a palavra do Senhor era rara
e as visões não eram freqüentes.
2Aconteceu que, um dia, Eli estava dormindo no seu quarto.
Seus olhos começavam a enfraquecer
e já não conseguia enxergar.
3A lâmpada de Deus ainda não se tinha apagado
e Samuel estava dormindo no templo do Senhor,
onde se encontrava a arca de Deus.
4Então o Senhor chamou: 'Samuel, Samuel!'
Ele respondeu: 'Estou aqui'.
5E correu para junto de Eli e disse:
'Tu me chamaste, aqui estou'.
Eli respondeu: 'Eu não te chamei.
Volta a dormir!'
E ele foi deitar-se.
6O senhor chamou de novo: 'Samuel, Samuel!'
E Samuel levantou-se, foi ter com Eli e disse:
'Tu me chamaste, aqui estou'.
Ele respondeu: 'Não te chamei, meu filho.
Volta a dormir!'
7Samuel ainda não conhecia o Senhor,
pois, até então, a palavra do Senhor
não se lhe tinha manifestado.
8O Senhor chamou pela terceira vez: 'Samuel, Samuel!'
Ele levantou-se, foi para junto de Eli e disse:
'Tu me chamaste, aqui estou'.
Eli compreendeu que era o Senhor
que estava chamando o menino.
9Então disse a Samuel:
'Volta a deitar-te e, se alguém te chamar, responderás:
'Senhor, fala, que teu servo escuta!'
E Samuel voltou ao seu lugar para dormir.
10O Senhor veio, pôs-se junto dele
e chamou-o como das outras vezes: 'Samuel! Samuel!'
E ele respondeu: 'Fala, que teu servo escuta'.
19Samuel crescia, e o Senhor estava com ele.
E não deixava cair por terra nenhuma de suas palavras.
20Todo Israel, desde Dã até Bersabéia,
reconheceu que Samuel era um profeta do Senhor.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 1,9-20 - 12.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 1ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

O Senhor lembrou-se de Ana e ela
deu à luz um filho e chamou-o Samuel.
Leitura do Primeiro Livro de Samuel 1,9-20
Naqueles dias:
9Ana levantou-se,
depois de ter comido e bebido em Silo.
Ora, o sacerdote Eli estava sentado em sua cadeira
à porta do templo do Senhor.
10Ana, com o coração cheio de amargura,
orou ao Senhor, derramando copiosas lágrimas.
11E fez a seguinte promessa, dizendo:
'Senhor Todo-poderoso,
se olhares para a aflição de tua serva
e te lembrares de mim,
se não te esqueceres da tua escrava
e lhe deres um filho homem,
eu o oferecerei a ti
por todos os dias de sua vida,
e não passará navalha sobre a sua cabeça'.
12Como ela se demorasse nas preces diante do Senhor,
Eli observava o movimento de seus lábios.
13Ana, porém, apenas murmurava;
os seus lábios se moviam,
mas não se podia ouvir palavra alguma.
Eli julgou que ela estivesse embriagada,
14por isso lhe disse:
'Até quando estarás bêbada?
Vai tirar essa bebedeira!'
15Ana, porém, respondeu:
'Não é isso, meu senhor!
Sou apenas uma mulher muito infeliz;
não bebi vinho, nem outra coisa que possa embebedar,
mas desafoguei a minha alma na presença do Senhor.
16Não julgues a tua serva como uma mulher perdida,
pois foi pelo excesso da minha dor
e da minha aflição que falei até agora'.
17Eli então lhe disse:
'Vai em paz,
e que o Deus de Israel te conceda o que lhe pediste'.
18Ela respondeu:
'Que tua serva encontre graça diante dos teus olhos'.
E a mulher foi embora, comeu
e o seu semblante não era mais o mesmo.
19Na manhã seguinte,
ela e seu marido levantaram-se muito cedo
e, depois de terem adorado o Senhor,
voltaram para sua casa em Ramá.
Elcana uniu-se a Ana, sua mulher,
e o Senhor lembrou-se dela.
20Ana concebeu e,
no devido tempo, deu à luz um filho
e chamou-o Samuel,
porque - disse ela -
'eu o pedi ao Senhor'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

domingo, 10 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Sm 1,1-8 - 11.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 1ª Semana Tempo Comum
Cor: Verde

Sua rival a magoava e atormentava, humilhando-a
pelo fato de o Senhor a ter tornado estéril.

Início do Primeiro Livro de Samuel 1,1-8

1Havia um homem sufita, oriundo de Ramá, no monte Efraim,
que se chamava Elcana,
filho de Jeroam, filho de Eliú, filho de Tou,
filho de Suf, efraimita.
2Elcana tinha duas mulheres;
uma chamava-se Ana
e a outra Fenena.
Fenena tinha filhos;
Ana, porém, não tinha.
3Todos os anos, esse homem subia da sua cidade para adorar
e oferecer sacrifícios ao Senhor Todo-poderoso, em Silo.
Os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias,
eram sacerdotes do Senhor naquele santuário.
4Quando oferecia sacrifício,
Elcana dava à sua mulher Fenena
e a todos os seus filhos e filhas
as porções que lhes cabiam.
5A Ana, embora a amasse,
dava apenas uma porção escolhida,
pois o Senhor a tinha deixado estéril.
6Sua rival também a magoava e atormentava,
humilhando-a pelo fato de o Senhor a ter tornado estéril.
7E isso acontecia todos os anos.
Sempre que subiam à casa do Senhor,
ela a provocava do mesmo modo.
E Ana chorava e não comia.
8Então, Elcana, seu marido, lhe disse:
'Ana, por que estás chorando e não te alimentas?
E por que se aflige o teu coração?
Acaso não sou eu melhor
para ti do que dez filhos?'
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 9 de janeiro de 2016

1ª Leitura - Is 42,1-4.6-7 - 10.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Batismo do Senhor
Natal
Cor: Branco

Eis o meu servo: nele se compraz minh'alma.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 42,1-4.6-7

Assim fala o Senhor:
1'Eis o meu servo - eu o recebo;
eis o meu eleito - nele se compraz minh'alma;
pus meu espírito sobre ele,
ele promoverá o julgamento das nações.
2Ele não clama nem levanta a voz,
nem se faz ouvir pelas ruas.
3Não quebra uma cana rachada
nem apaga um pavio que ainda fumega;
mas promoverá o julgamento para obter a verdade.
4Não esmorecerá nem se deixará abater,
enquanto não estabelecer a justiça na terra;
os países distantes esperam seus ensinamentos.'
6'Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te
tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o
centro de aliança do povo, luz das nações,
7para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da
prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Jo 5,14-21 - 09.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
SÁBADO DEPOIS DA EPIFANIA
Natal
Cor: Branco

Sabemos que ele nos ouve em tudo o que lhe pedimos.

Leitura da Primeira Carta de São João 5,14-21

Caríssimos:
14Esta é a confiança que temos em Deus:
se lhe pedimos alguma coisa
de acordo com a sua vontade, ele nos ouve.
15E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que lhe pedimos,
sabemos que possuímos o que havíamos pedido.
16Se alguém vê seu irmão cometer um pecado
que não conduz à morte,
que ele reze, e Deus lhe dará a vida;
isto, se, de fato, o pecado cometido não conduz à morte.
Existe um pecado que conduz à morte,
mas não é a respeito deste que eu digo que se deve rezar.
17Toda iniqüidade é pecado,
mas existe pecado que não conduz à morte.
18Sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca;
aquele que é gerado por Deus o guarda,
e o Maligno não o pode atingir.
19Nós sabemos que somos de Deus
ao passo que o mundo inteiro está sob o poder do Maligno.
20Nós sabemos que veio o Filho de Deus
e nos deu inteligência
para conhecermos aquele que é o Verdadeiro.
E nós estamos com o Verdadeiro,
no seu Filho Jesus Cristo.
Este é o Deus verdadeiro
e a Vida eterna.
21Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

1ª Leitura - 1Jo 5,5-13 - 08.01.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
SEXTA-FEIRA DEPOIS DA EPIFANIA
Natal
Cor: Branco

O Espírito, a água e o sangue.
Leitura da Primeira Carta de São João 5,5-13
Caríssimos:
5Quem é o vencedor do mundo,
senão aquele que crê
que Jesus é o Filho de Deus?
6Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo.
(Não veio somente com a água,
mas com a água e o sangue).
E o Espírito é que dá testemunho,
porque o Espírito é a Verdade.
7Assim, são três que dão testemunho:
8o Espírito, a água e o sangue;
e os três são unânimes.
9Se aceitamos o testemunho dos homens,
o testemunho de Deus é maior.
Este é o testemunho de Deus,
pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho.
10Aquele que crê no Filho de Deus
tem este testemunho dentro de si.
Aquele que não crê em Deus
faz dele um mentiroso,
porque não crê no testemunho
que Deus deu a respeito de seu Filho.
11E o testemunho é este:
Deus nos deu a vida eterna,
e esta vida está em seu Filho.
12Quem tem o Filho, tem a vida;
quem não tem o Filho, não tem a vida.
13Eu vos escrevo estas coisas
a vós que acreditastes no nome do Filho de Deus,
para que saibais que possuís a vida eterna.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB