segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Dn 3,25.34-43 - 01.03.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 3ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

De alma contrita e em espírito de humildade, sejamos acolhidos.

Leitura da Profecia de Daniel 3,25.34-43

Naqueles dias:
25Azarias, parou e, de pé,
começou a rezar;
abrindo a boca no meio do fogo, disse:
34'Oh! não nos desampares nunca,
nós te pedimos, por teu nome,
não desfaças tua aliança
35nem retires de nós tua benevolência,
por Abraão, teu amigo,
por Isaac, teu servo,
e por Israel, teu Santo,
36aos quais prometeste
multiplicar a descendência como estrelas do céu
e como areia que está na beira do mar;
37Senhor, estamos hoje
reduzidos ao menor de todos os povos,
somos hoje o mais humilde em toda a terra,
por causa de nossos pecados;
38neste tempo estamos
sem chefes, sem profetas, sem guia,
não há holocausto nem sacrifício,
não há oblação nem incenso,
não há um lugar para oferecermos
em tua presença as primícias,
e encontrarmos benevolência;
39mas, de alma contrita e em espírito de humildade,
sejamos acolhidos,
e como nos holocaustos de carneiros e touros
40e como nos sacrifícios de milhares de cordeiros gordos,
assim se efetue hoje
nosso sacrifício em tua presença,
e tu faças que nós te sigamos até ao fim;
não se sentirá frustrado
quem põe em ti sua confiança.
41De agora em diante, queremos, de todo o coração,
seguir-te, temer-te, buscar tua face;
42não nos deixes confundidos,
mas trata-nos segundo a tua clemência
e segundo a tua imensa misericórdia;
43liberta-nos com o poder de tuas maravilhas
e torna teu nome glorificado, Senhor'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

domingo, 28 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - 2Rs 5,1-15a - 29.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 3ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Havia muitos leprosos em Israel. Contudo,
nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio.

Leitura do Segundo Livro dos Reis 5,1-15a

Naqueles dias:
1Naamã, general do exército do rei da Síria,
era um homem muito estimado e considerado pelo seu senhor,
pois foi por meio dele
que o Senhor concedeu a vitória aos arameus.
Mas esse homem, valente guerreiro, era leproso.
2Ora, um bando de arameus que tinha saído da Síria,
tinha levado cativa uma moça do país de Israel.
Ela ficou ao serviço da mulher de Naamã.
3Disse ela à sua senhora:
'Ah, se meu senhor se apresentasse
ao profeta que reside em Samaria,
sem dúvida, ele o livraria da lepra de que padece!'
4Naamã foi então informar o seu senhor:
'Uma moça do país de Israel disse isto e isto'.
5Disse-lhe o rei de Aram: 'Vai,
que eu enviarei uma carta ao rei de Israel'.
Naamã partiu,
levando consigo dez talentos de prata,
seis mil siclos de ouro e dez mudas de roupa.
6E entregou ao rei de Israel a carta, que dizia:
'Quando receberes esta carta,
saberás que eu te enviei Naamã, meu servo,
para que o cures de sua lepra'.
7O rei de Israel, tendo lido a carta,
rasgou suas vestes e disse:
'Sou Deus, porventura,
que possa dar a morte e a vida,
para que este me mande um homem para curá-lo de lepra?
Vê-se bem que ele busca pretexto contra mim'.
8Quando Eliseu, o homem de Deus,
soube que o rei de Israel havia rasgado as vestes,
mandou dizer-lhe: 'Por que rasgaste tuas vestes?
Que ele venha a mim,
para que saibas que há um profeta em Israel'.
9Então Naamã chegou com seus cavalos e carros,
e parou à porta da casa de Eliseu.
10Eliseu mandou um mensageiro para lhe dizer:
'Vai, lava-te sete vezes no Jordão,
e tua carne será curada e ficarás limpo'.
11Naamã, irritado, foi-se embora, dizendo:
'Eu pensava que ele sairia para me receber
e que, de pé, invocaria o nome do Senhor, seu Deus,
e que tocaria com sua mão o lugar da lepra
e me curaria.
12Será que os rios de Damasco, o Abana e o Farfar,
não são melhores do que todas as águas de Israel,
para eu me banhar nelas e ficar limpo?'
Deu meia-volta e partiu indignado.
13Mas seus servos aproximaram-se dele
e disseram-lhe: 'Senhor, se o profeta te mandasse fazer
uma coisa difícil, não a terias feito?
Quanto mais agora que ele te disse:
'Lava-te e ficarás limpo' '.
14Então ele desceu e mergulhou sete vezes no Jordão,
conforme o homem de Deus tinha mandado,
e sua carne tornou-se semelhante à de uma criancinha,
e ele ficou purificado.
15aEm seguida, voltou com toda a sua comitiva
para junto do homem de Deus.
Ao chegar, apresentou-se diante dele e disse:
'Agora estou convencido
de que não há outro Deus em toda a terra,
senão o que há em Israel!
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 27 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Ex 3,1-8a.13-15 - 28.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3º Domingo
Quaresma
Cor: Roxo

O 'Eu sou' enviou-me a vós.

Leitura do Livro do Êxodo 3,1-8a.13-15

Naqueles dias:
1Moisés apascentava o rebanho de Jetro, seu sogro,
sacerdote de Madiã.
Levou um dia, o rebanho deserto adentro
e chegou ao monte de Deus, o Horeb.
2Apareceu-lhe o anjo do Senhor numa chama de fogo,
do meio de uma sarça.
Moisés notou que a sarça estava em chamas,
mas não se consumia, e disse consigo:
3'Vou aproximar-se desta visão extraordinária,
para ver porque a sarça não se consome'.
4O Senhor viu que Moisés se aproximava para observar
e chamou-o do meio da sarça, dizendo: 'Moisés! Moisés!'
Ele respondeu: 'Aqui estou'.
5E Deus disse: 'Não te aproximes!
Tira as sandálias dos pés,
porque o lugar onde estás é uma terra santa'.
6E acrescentou:
'Eu sou o Deus de teus pais, o Deus de Abraão,
o Deus de Isaac e o Deus de Jacó'.
Moisés cobriu o rosto, pois temia olhar para Deus.
7E o Senhor lhe disse: 'Eu vi a aflição do meu povo
que está no Egito e ouvi o seu clamor
por causa da dureza de seus opressores.
Sim, conheço os seus sofrimentos.
8aDesci para libertá-los das mãos dos egípcios,
e fazê-los sair daquele país
para uma terra boa e espaçosa,
uma terra onde corre leite e mel.
13Moisés disse a Deus:
'Sim, eu irei aos filhos de Israel e lhes direi:
'O Deus de vossos pais enviou-me a vós'.
Mas, se eles perguntarem:
'Qual é o seu nome?' o que lhes devo responder?'
14Deus disse a Moisés:
'Eu Sou aquele que sou'. E acrescentou:
'Assim responderás aos filhos de Israel:
'Eu sou enviou-me a vós' '.
15E Deus disse ainda a Moisés:
'Assim dirás aos filhos de Israel:
'O Senhor, o Deus de vossos pais,
o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó,
enviou-me a vós'.
Este é o meu nome para sempre,
e assim serei lembrado de geração em geração.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Mq 7,14-15.18-20 - 27.02.2016


Sábado da 2ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Lançará ao fundo do mar todos os nossos pecados.

Leitura da Profecia de Miquéias 7,14-15.18-20

14Apascenta o teu povo com o cajado da autoridade,
o rebanho de tua propriedade,
os habitantes dispersos pela mata
e pelos campos cultivados;
15E, como foi nos dias
em que nos fizeste sair do Egito,
faze-nos ver novos prodígios.
18Qual Deus existe, como tu,
que apagas a iniqüidade
e esqueces o pecado
daqueles que são resto de tua propriedade?
- Ele não guarda rancor para sempre,
o que ama é a misericórdia.
19Voltará a compadecer-se de nós,
esquecerá nossas iniqüidades
e lançará ao fundo do mar
todos os nossos pecados.
20Tu manterás fidelidade a Jacó
e terás compaixão de Abraão,
como juraste a nossos pais,
desde tempos remotos.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Gn 37, 3-4.12-13a.17b-28 - 26.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 2ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Aí vem o sonhador! Vamos matá-lo!

Leitura do Livro do Gênesis 37, 3-4.12-13a.17b-28

3Israel amava mais a José do que a todos os outros filhos,
porque lhe tinha nascido na velhice.
E por isso mandou fazer para ele uma túnica de mangas longas.
4Vendo os irmãos que o pai o amava mais do que a todos eles,
odiavam-no e já não lhe podiam falar pacificamente.
12Ora, como os irmãos de José
tinham ido apascentar o rebanho do pai em Siquém,
13adisse Israel a José: 'Teus irmãos devem estar com os rebanhos
em Siquém. Vem, vou enviar-te a eles'.
17bPartiu, pois, José atrás de seus irmãos
e encontrou-os em Dotaim.
18Eles, porém, tendo-o visto ao longe,
antes que se aproximasse, tramaram a sua morte.
19Disseram entre si: 'Aí vem o sonhador!
20Vamos matá-lo e lança-lo numa cisterna,
depois diremos que um animal feroz o devorou.
Assim veremos de que lhe servem os sonhos'.
21Rúben, porém, ouvindo isto, disse-lhes:
22'Não lhe tiremos a vida'! E acrescentou:
'Não derrameis sangue, mas lançai-o naquela cisterna do deserto,
e não o toqueis com as vossas mãos'.
Dizia isto, porque queria livrá-lo das mãos deles
e devolvê-lo ao pai.
23Assim que José chegou perto dos irmãos,
estes despojaram-no da túnica de mangas longas, pegaram nele
24e lançaram-no numa cisterna que não tinha água.
25Depois, sentaram-se para comer.
Levantando os olhos, avistaram uma caravana de ismaelitas,
que se aproximava, proveniente de Galaad.
Os camelos iam carregados de especiarias, bálsamo e resina,
que transportavam para o Egito.
26E Judá disse aos irmãos: 'Que proveito teríamos
em matar nosso irmão e ocultar o seu sangue?
27É melhor vendê-lo a esses ismaelitas
e não manchar nossas mãos,
pois ele é nosso irmão e nossa carne'.
Concordaram os irmãos com o que dizia.
28Ao passarem os comerciantes madianitas,
tiraram José da cisterna,
e por vinte moedas de prata o venderam aos ismaelitas:
e estes o levaram para o Egito.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Jr 17,5-10 - 25.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5ª-feira da 2ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Maldito o homem que confia no homem.
Bendito o homem que põe sua confiança no Senhor.

Leitura do Livro do Profeta Jeremias 17,5-10

5Isto diz o Senhor:
'Maldito o homem que confia no homem
e faz consistir sua força na carne humana,
enquanto o seu coração se afasta do Senhor;
6como os cardos no deserto,
ele não vê chegar a floração,
prefere vegetar na secura do ermo,
em região salobra e desabitada.
7Bendito o homem que confia no Senhor,
cuja esperança é o Senhor;
8é como a árvore
plantada junto às águas,
que estende as raízes em busca de umidade,
por isso não teme a chegada do calor:
sua folhagem mantém-se verde,
não sofre míngua em tempo de seca
e nunca deixa de dar frutos.
9Em tudo é enganador o coração,
e isto é incurável;
quem poderá conhecê-lo?
10Eu sou o Senhor,
que perscruto o coração e provo os sentimentos,
que dou a cada qual conforme o seu proceder
e conforme o fruto de suas obras.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Jr 18,18-20 - 24.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 2ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Vinde, ataquemo-lo.

Leitura do Livro do Profeta Jeremias 18,18-20

Naqueles dias:
18Disseram eles:
'Vinde para conspirarmos juntos contra Jeremias;
um sacerdote não deixará morrer a lei;
nem um sábio, o conselho; nem um profeta, a palavra.
Vinde para o atacarmos com a língua,
e não vamos prestar atenção a todas as suas palavras.'
19Atende-me, Senhor,
ouve o que dizem meus adversários.
20Acaso pode-se retribuir o bem com o mal?
Pois eles cavaram uma cova para mim.
Lembra-te de que fui à tua presença,
para interceder por eles
e tentar afastar deles a tua ira.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Is 1,10.16-20 - 23.02.2016

3ª-feira da 2ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Aprendei a fazer o bem. Procurai o direito.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 1,10.16-20

10Ouvi a palavra do Senhor,
magistrados de Sodoma,
prestai ouvidos ao ensinamento do nosso Deus,
povo de Gomorra.
16Lavai-vos, purificai-vos.
Tirai a maldade de vossas ações
de minha frente.
Deixai de fazer o mal!
17Aprendei a fazer o bem!
Procurai o direito, corrigi o opressor.
Julgai a causa do órfão, defendei a viúva.
18Vinde, debatamos - diz o Senhor.
Ainda que vossos pecados sejam como púrpura,
tornar-se-ão brancos como a neve.
Se forem vermelhos como o carmesim,
tornar-se-ão como lã.
19Se consentires em obedecer,
comereis as coisas boas da terra.
20Mas se recusardes e vos rebelardes,
pela espada sereis devorados,
porque a boca do Senhor falou!
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

domingo, 21 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - 1Pd 5,1-4 - 22.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Cátedra de São Pedro, Apóstolo .
Festa
Cor: Branco

Eu, presbítero como eles,
testemunha dos sofrimentos de Cristo.

Leitura da Primeira Carta de São Pedro 5,1-4

Caríssimos:
1Exorto aos presbíteros que estão entre vós,
eu, presbítero como eles,
testemunha dos sofrimentos de Cristo
e participante da glória que será revelada:
2Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós;
cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso;
não por torpe ganância, mas livremente;
3não como dominadores daqueles que vos foram confiados,
mas antes, como modelos do rebanho.
4Assim, quando aparecer o pastor supremo,
recebereis a coroa permanente da glória.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 20 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Gn 15,5-12 17-18 - 21.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2º Domingo
Quaresma
Cor: Roxo

Deus fez Aliança com Abraão homem de fé.

Leitura do Livro do Gênesis 15,5-12.17-18

Naqueles dias:
5o Senhor conduziu Abraão para fora e disse-lhe:
'Olha para o céu e conta as estrelas,
se fores capaz!'
E acrescentou:
'Assim será a tua descendência'.
6Abrão teve fé no Senhor,
que considerou isso como justiça.
7E lhe disse:
'Eu sou o Senhor que te fez sair de Ur dos Caldeus,
para te dar em possessão esta terra'.
8Abrão lhe perguntou:
'Senhor Deus, como poderei saber
que vou possuí-la?'
9E o Senhor lhe disse:
'Traze-me uma novilha de três anos,
uma cabra de três anos,
um carneiro de três anos,
além de uma rola e de uma pombinha'.
10Abrão trouxe tudo
e dividiu os animais pelo meio,
mas não as aves,
colocando as respectivas partes uma frente à outra.
11Aves de rapina se precipitaram sobre os cadáveres,
mas Abrão as enxotou.
12Quando o sol já se ia pondo,
caiu um sono profundo sobre Abrão
e ele foi tomado de grande e misterioso terror.
17Quando o sol se pôs e escureceu,
apareceu um braseiro fumegante e uma tocha de fogo,
que passaram por entre os animais divididos.
18Naquele dia o Senhor fez aliança com Abrão, dizendo:
'Aos teus descendentes darei esta terra,
desde o rio do Egito
até o grande rio, o Eufrates'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Dt 26, 16-19 - 20.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 1ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Tu serás um povo consagrado ao Senhor, teu Deus.

Leitura do Livro do Deuteronômio 26, 16-19

Moisés dirigiu a palavra ao povo de Israel e lhe disse:
16Hoje, o Senhor teu Deus te manda
cumprir esses preceitos e decretos.
Guarda-os e observa-os
com todo o teu coração e com toda a tua alma..
17Tu escolheste hoje o Senhor para ser o teu Deus,
para seguires os seus caminhos,
e guardares seus preceitos, mandamentos e decretos,
e para obedeceres à sua voz.
18E o Senhor te escolheu, hoje, para que sejas para ele
um povo particular, como te prometeu,
a fim de observares todos os seus mandamentos.
19Assim ele te fará ilustre entre todas as nações que criou,
e te tornará superior em honra e glória,
a fim de que sejas o povo santo do Senhor teu Deus,
como ele disse'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Ez 18,21-28 - 19.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 1ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Será que eu tenho prazer na morte do ímpio?
Não desejo, antes, que mude de conduta e viva?

Leitura da Profecia de Ezequiel 18,21-28

Assim fala o Senhor:
21Se o ímpio se arrepender de todos os pecados cometidos,
e guardar todas as minhas leis,
e praticar o direito e a justiça,
viverá com certeza e não morrerá.
22Nenhum dos pecados que cometeu será lembrado contra ele.
Viverá por causa da justiça que praticou.
23Será que eu tenho prazer na morte do ímpio?
- oráculo do Senhor Deus.
Não desejo, antes, que mude de conduta e viva?
24Mas, se o justo se desviar de sua justiça e praticar o mal,
imitando todas as práticas detestáveis feitas pelo ímpio,
poderá fazer isso e viver?
Da justiça que ele praticou,
nada mais será lembrado.
Por causa da infidelidade e do pecado que cometeu,
por causa disso morrerá.
25Mas vós andais dizendo:
'A conduta do Senhor não é correta`.
Ouvi, vós da casa de Israel:
É a minha conduta que não é correta,
ou antes é a vossa conduta que não é correta?
26Quando um justo se desvia da justiça,
pratica o mal e morre,
é por causa do mal praticado que ele morre.
27Quando um ímpio se arrepende da maldade que praticou
e observa o direito e a justiça,
conserva a própria vida.
28Arrependendo-se de todos os seus pecados,
com certeza viverá;
não morrerá.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Est 4,17n.p-r.aa-bb.gg-hh - 18.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5ª-feira da 1ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Não tenho outro defensor fora de ti, Senhor.

Leitura do Livro de Ester 4,17n.p-r.aa-bb.gg-hh

Naqueles dias:
17nA rainha Ester,
temendo o perigo de morte que se aproximava,
buscou refúgio no Senhor.
17pProstrou-se por terra
desde a manhã até ao anoitecer,
juntamente com suas servas, e disse:
17q'Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacó,
tu és bendito.
Vem em meu socorro, pois estou só
e não tenho outro defensor fora de ti, Senhor,
17rpois eu mesma me expus ao perigo.
17aaSenhor, eu ouvi, dos livros de meus antepassados,
que tu libertas, Senhor, até ao fim,
todos os que te são caros.
17bbAgora, pois, ajuda-me, a mim que estou sozinha
e não tenho mais ninguém senão a ti, Senhor meu Deus.
17ggVem, pois, em auxílio de minha orfandade.
Põe em meus lábios um discurso atraente,
quando eu estiver diante do leão,
e muda o seu coração para que odeie aquele que nos ataca,
para que este pereça com todos os seus cúmplices.
17hhE livra-nos da mão de nossos inimigos.
Transforma nosso luto em alegria
e nossas dores em bem-estar'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Jn 3,1-10 - 17.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 1ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Os ninivitas se afastavam do mau caminho.

Leitura da Profecia de Jonas 3,1-10

1A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas,
pela segunda vez:
2'Levanta-te
e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive
e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar'.
3Jonas pôs-se a caminho de Nínive,
conforme a ordem do Senhor.
Ora, Nínive era uma cidade muito grande;
eram necessários três dias para ser atravessada.
4Jonas entrou na cidade,
percorrendo o caminho de um dia;
pregava ao povo, dizendo:
'Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída.'
5Os ninivitas acreditaram em Deus;
aceitaram fazer jejum, e vestiram sacos,
desde o superior ao inferior.
6A pregação chegara aos ouvidos do rei de Nínive;
ele levantou-se do trono e pôs de lado o manto real,
vestiu-se de saco e sentou-se em cima de cinza.
7Em seguida, fez proclamar, em Nínive,
como decreto do rei e dos príncipes:
'Homens e animais bovinos e ovinos
não provarão nada!
Não comerão e não beberão água.
8Homens e animais se cobrirão de sacos,
e os homens rezarão a Deus com força;
cada um deve afastar-se do mau caminho
e de suas práticas perversas.
9Deus talvez volte atrás,
para perdoar-nos e aplacar sua ira,
e assim não venhamos a perecer.'
10Vendo Deus as suas obras de conversão
e que os ninivitas se afastavam do mau caminho,
compadeceu-se e suspendeu o mal,
que tinha ameaçado fazer-lhes, e não o fez.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

domingo, 14 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Is 55,10-11 - 16.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 1ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

A chuva faz a terra germinar.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 55,10-11

Isto diz o Senhor:
10assim como a chuva e a neve descem do céu
e para lá não voltam mais,
mas vêm irrigar e fecundar a terra,
e fazê-la germinar
e dar semente, para o plantio e para a alimentação,
11assim a palavra que sair de minha boca:
não voltará para mim vazia;
antes, realizará tudo que for de minha vontade
e produzirá os efeitos que pretendi, ao enviá-la.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 13 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Lv 19,1-2.11-18 - 15,02,2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 1ª Semana
Quaresma
Cor: Roxo

Julga teu próximo conforme a justiça.

Leitura do Livro do Levítico 19,1-2.11-18

1O Senhor falou a Moisés, dizendo:
2'Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel, e dize-lhes:
Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo.
11Não furteis, nóo digais mentiras,
nem vos enganeis uns aos outros.
12Não jureis falso por meu nome,
profanando o nome do Senhor teu Deus.
Eu sou o Senhor.
13Não explores o teu próximo
nem pratiques extorsão contra ele.
Não retenhas contigo a diária do assalariado
até o dia seguinte.
14Não amaldições o surdo,
nem ponhas tropeço diante do cego,
mas temerás o teu Deus.
Eu sou o Senhor.
15Não cometas injustiças no exercício da justiça;
não favoreças o pobre nem prestigieis o poderoso.
Julga teu próximo conforme a justiça.
16Não sejas um maldizente entre o teu povo.
Não conspires, caluniando-o,
contra a vida do teu próximo.
Eu sou o Senhor.
17Nóo tenhas no coração ódio contra teu irmão.
Repreende o teu próximo,
para não te tornares culpado de pecado por causa dele.
18Não procures vingança, nem guardes rancor
aos teus compatriotas.
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Eu sou o Senhor.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Dt 26,4-10 - 14.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
1º Domingo
Quaresma
Cor: Roxo

Profissão de fé do povo eleito.

Leitura do Livro do Deuteronômio 26,4-10

Assim Moisés falou ao povo:
4O sacerdote receberá de tuas mãos a cesta
e a colocará diante do altar do Senhor teu Deus.
5Dirás, então, na presença do Senhor teu Deus:
'Meu pai era um arameu errante,
que desceu ao Egito com um punhado de gente
e ali viveu como estrangeiro.
Ali se tornou um povo grande, forte e numeroso.
6Os egípcios nos maltrataram e oprimiram,
impondo-nos uma dura escravidão.
7Clamamos, então, ao Senhor, o Deus de nossos pais,
e o Senhor ouviu a nossa voz e viu a nossa opressão,
a nossa miséria e a nossa angústia.
8E o Senhor nos tirou do Egito
com mão poderosa e braço estendido,
no meio de grande pavor, com sinais e prodígios.
9E conduziu-nos a este lugar
e nos deu esta terra, onde corre leite e mel.
10Por isso, agora trago os primeiros frutos da terra
que tu me deste, Senhor'.
Depois de colocados os frutos
diante do Senhor teu Deus,
tu te inclinarás em adoração diante dele.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Is 58,9b-14 - 13.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado depois das Cinzas
Quaresma
Cor: Roxo

Se acolheres de coração aberto o indigente,
nascerá das trevas a tua luz.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 58,9b-14

Assim fala o Senhor:
9bSe destruíres teus instrumentos de opressão,
e deixares os hábitos autoritários
e a linguagem maldosa;
10se acolheres de coração aberto o indigente
e prestares todo socorro ao necessitado,
nascerá nas trevas a tua luz
e tua vida obscura será como o meio-dia.
11O Senhor te conduzirá sempre
e saciará tua sede na aridez da vida,
e renovará o vigor do teu corpo;
serás como um jardim bem regado,
como uma fonte de águas que jamais secarão.
12Teu povo reconstruirá as ruínas antigas;
tu levantarás os fundamentos das gerações passadas:
serás chamado reconstrutor de ruínas,
restaurador de caminhos, nas terras a povoar.
13Se não puseres o pé fora de casa no sábado,
nem tratares de negócios em meu dia santo,
se considerares o sábado teu dia favorito,
o dia glorioso, consagrado ao Senhor,
se o honrares, pondo de lado atividades,
negócios e conversações,
14então te deleitarás no Senhor;
eu te farei transportar sobre as alturas da terra
e desfrutar a herança de Jacó, teu pai.
Falou a boca do Senhor.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Is 58,1-9a - 12.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sexta-feira depois das Cinzas
Quaresma
Cor: Roxo

Acaso é este o jejum que aprecio?

Leitura do Livro do Profeta Isaías 58,1-9a

Assim fala o Senhor Deus:
1Grita forte, sem cessar,
levanta a voz como trombeta
e denuncia os crimes do meu povo
e os pecados da casa de Jacó.
2Buscam-me cada dia
e desejam conhecer meus propósitos,
como gente que pratica a justiça
e não abandonou a lei de Deus.
Exigem de mim julgamentos justos
e querem estar na proximidade de Deus:
3'Por que não te regozijaste, quando jejuávamos,
e o ignoraste, quando nos humilhávamos?'
- É porque no dia do vosso jejum tratais de negócios
e oprimis os vossos empregados.
4É porque ao mesmo tempo que jejuais,
fazeis litígios e brigas
e agressões impiedosas.
Não façais jejum com esse espírito,
se quereis que vosso pedido seja ouvido no céu.
5Acaso é esse jejum que aprecio,
o dia em que uma pessoa se mortifica?
Trata-se talvez de curvar a cabeça como junco,
e de deitar-se em saco e sobre cinza?
Acaso chamas a isso jejum,
dia grato ao Senhor?
6Acaso o jejum que prefiro não é outro:
- quebrar as cadeias injustas,
desligar as amarras do jugo,
tornar livres os que estão detidos,
enfim, romper todo tipo de sujeição?
7Não é repartir o pão com o faminto,
acolher em casa os pobres e peregrinos?
Quando encontrares um nu, cobre-o,
e não desprezes a tua carne.
8Então, brilhará tua luz como a aurora
e tua saúde há de recuperar-se mais depressa;
à frente caminhará tua justiça
e a glória do Senhor te seguirá.
9aEntão invocarás o Senhor e ele te atenderá,
pedirás socorro, e ele dirá: 'Eis-me aqui'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Dt 30,15-20 - 11.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Quinta-feira depois das Cinzas
Quaresma
Cor: Roxo

Hoje te proponho a vida e a felicidade. (Dt 11,26)

Leitura do Livro do Deuteronômio 30,15-20

Moisés falou ao povo dizendo:
15Vê que eu hoje te proponho
a vida e a felicidade,
a morte e a desgraça.
16Se obedeceres aos preceitos do Senhor teu Deus,
que eu hoje te ordeno,
amando ao Senhor teu Deus,
seguindo seus caminhos e guardando seus mandamentos,
suas leis e seus decretos,
viverás e te multiplicarás,
e o Senhor teu Deus te abençoará
na terra em que vais entrar, para possuí-la.
17Se, porém, o teu coração se desviar
e não quiseres escutar,
e se, deixando-te levar pelo erro,
adorares deuses estranhos e os servires,
18eu vos anuncio hoje que certamente perecereis.
Não vivereis muito tempo na terra onde ides entrar,
depois de atravessar o Jordão, para ocupá-la.
19Tomo hoje o céu e a terra como testemunhas contra vós,
de que vos propus a vida e a morte, a bênção e a maldição.
Escolhe, pois, a vida,
para que vivas, tu e teus descendentes,
20amando ao Senhor teu Deus,
obedecendo à sua voz e apegando-te a ele
- pois ele é a tua vida e prolonga os teus dias -,
a fim de que habites na terra
que o Senhor jurou dar a teus pais Abraão, Isaac e Jacó'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Jl 2,12-18 - 10.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Quarta-feira de Cinzas
Quaresma
Cor: Roxo

Rasgai o vosso coração e não as vossas vestes.

Leitura da Profecia de Joel 2,12-18

12'Agora, diz o Senhor,
voltai para mim com todo o vosso coração,
com jejuns, lágrimas e gemidos;
13rasgai o coração, e não as vestes;
e voltai para o Senhor, vosso Deus;
ele é benigno e compassivo,
paciente e cheio de misericórdia,
inclinado a perdoar o castigo'.
14Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa,
e deixa atrás de si a bênção,
oblação e libação
para o Senhor, vosso Deus?
15Tocai trombeta em Sião,
prescrevei o jejum sagrado,
convocai a assembléia;
16congregai o povo,
realizai cerimônias de culto,
reuni anciãos,
ajuntai crianças e lactentes;
deixe o esposo seu aposento,
e a esposa, seu leito.
17Chorem, postos entre o vestíbulo e o altar,
os ministros sagrados do Senhor, e digam:
'Perdoa, Senhor, a teu povo,
e não deixes que esta tua herança sofra infâmia
e que as nações a dominem.'
Por que se haveria de dizer entre os povos:
'Onde está o Deus deles?'
18Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra
e perdoou ao seu povo.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

domingo, 7 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - 1Rs 8,22-23.27-30 - 09.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 5ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Disseste: 'Aqui estará o meu nome!
Ouve as súplicas de teu povo Israel.

Leitura do Primeiro Livro dos Reis 8,22-23.27-30

Naqueles dias:
22Salomão pôs-se de pé diante do altar do Senhor,
na presença de toda a assembléia de Israel,
estendeu as mãos para o céu e disse:
23'Ó Senhor, Deus de Israel, não há Deus igual a ti
nem no mais alto dos céus,
nem aqui embaixo na terra;
tu és fiel à tua misericordiosa aliança com teus servos,
que andam na tua presença de todo o seu coração.
27Mas será que Deus pode realmente morar sobre a terra?
Se os mais altos céus não te podem conter,
muito menos esta casa que eu construí!
28Mas atende, Senhor meu Deus,
à oração e à súplica do teu servo,
e ouve o clamor e a prece
que ele faz hoje em tua presença.
29Teus olhos estejam abertos noite e dia
sobre esta casa, sobre o lugar do qual disseste:
'Aqui estará o meu nome!
Ouve a oração que o teu servo te faz neste lugar.
30Ouve as súplicas de teu servo
e de teu povo Israel,
quando aqui orarem.
Escuta-os do alto da tua morada, no céu,
escuta-os e perdoa!
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sábado, 6 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - 1Rs 8,1-7.9-13 - 08.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 5ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Conduziram a arca da aliança ao Santo dos Santos
e uma nuvem encheu o templo do Senhor.

Leitura do Primeiro Livro dos Reis 8,1-7.9-13

Naqueles dias:
1Salomão convocou, junto de si em Jerusalém,
todos os anciãos de Israel,
todos os chefes das tribos
e príncipes das famílias dos filhos de Israel,
a fim de transferir da cidade de Sião, que é Jerusalém,
a arca da aliança do Senhor.
2Todo o Israel reuniu-se em torno de Salomão,
no mês de Etanim,
ou seja, no sétimo mês, durante a festa.
3Vieram todos os anciãos de Israel,
e os sacerdotes tomaram a arca
4e carregaram-na junto com a tenda da reunião,
como também todos os objetos sagrados que nela estavam;
quem os carregava eram os sacerdotes e os levitas.
5O rei Salomão e toda a comunidade de Israel,
reunida em torno dele,
imolavam diante da arca ovelhas e bois em tal quantidade,
que não se podia contar nem calcular.
6E os sacerdotes conduziram
a arca da aliança do Senhor ao seu lugar,
no santuário do templo, ao Santo dos Santos,
debaixo das asas dos querubins,
7pois os querubins estendiam suas asas
sobre o lugar da arca,
cobrindo a arca e seus varais por cima.
9Dentro da arca só havia as duas tábuas de pedra,
que Moisés ali tinha deposto no monte Horeb,
quando o Senhor concluiu a aliança
com os filhos de Israel,
logo que saíram da terra do Egito.
10Ora, quando os sacerdotes deixaram o santuário,
uma nuvem encheu o templo do Senhor,
11de modo que os sacerdotes
não puderam continuar as funções porque a glória do Senhor
tinha enchido o templo do Senhor.
12Então Salomão disse:
'O Senhor disse que habitaria numa nuvem,
13e eu edifiquei uma casa para tua morada,
um templo onde vivas para sempre'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - Is 6,1-2a.3-8 - 07.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5º DOMINGO
Tempo Comum
Cor: Verde

Aqui estou, envia-me.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 6,1-2a.3-8

1No ano da morte do rei Ozias,
vi o Senhor sentado num trono de grande altura;
o seu manto estendia-se pelo templo.
2aHavia serafins de pé a seu lado;
cada um tinha seis asas.
3Eles exclamavam uns para os outros:
'Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos;
toda a terra está repleta de sua glória'.
4Ao clamor dessas vozes,
começaram a tremer as portas em seus gonzos
e o templo encheu-se de fumaça.
5Disse eu então: 'Ai de mim, estou perdido!
Sou apenas um homem de lábios impuros,
mas eu vi com meus olhos o rei,
o Senhor dos exércitos'.
6Nisto, um dos serafins voou para mim,
tendo na mão uma brasa,
que retirara do altar com uma tenaz,
7e tocou minha boca, dizendo:
'Assim que isto tocou teus lábios,
desapareceu tua culpa,
e teu pecado está perdoado'.
8Ouvi a voz do Senhor que dizia:
'Quem enviarei? Quem irá por nós?'
Eu respondi: 'Aqui estou! Envia-me'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

1ª Leitura - 1Rs 3,4-13 - 06.02.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 4ª Semana
Tempo Comum
S. Paulo Miki e Comps. Mts, memória
Cor: Vermelho

Dá, ao teu servo, um coração compreensivo,
capaz de governar o teu povo

Leitura do Primeiro Livro dos Reis 3,4-13

Naqueles dias:
4O rei Salomão foi a Gabaon para oferecer um sacrifício,
porque esse era o lugar alto mais importante.
Salomão ofereceu mil holocaustos naquele altar.
5Em Gabaon o Senhor apareceu a Salomão,
em sonho, durante a noite, e lhe disse:
'Pede o que desejas e eu to darei'.
6Salomão respondeu:
'Tu mostraste grande benevolência
para com teu servo Davi, meu pai,
porque ele andou na tua presença com sinceridade,
justiça e retidão de coração para contigo.
Tu lhe conservaste esta grande benevolência,
e lhe deste um filho que hoje ocupa o seu trono.
7Portanto, Senhor meu Deus,
tu fizeste reinar o teu servo
em lugar de Davi, meu pai.
Mas eu não passo de um adolescente,
que não sabe ainda como governar.
8Além disso, teu servo está no meio do teu povo eleito,
povo tão numeroso que não se pode contar ou calcular.
9Dá, pois, ao teu servo, um coração compreensivo,
capaz de governar o teu povo
e de discernir entre o bem e o mal.
Do contrário, quem poderá governar
este teu povo tão numeroso?'
10Esta oração de Salomão agradou ao Senhor.
11E Deus disse a Salomão:
'Já que pediste estes dons
e não pediste para ti longos anos de vida,
nem riquezas, nem a morte de teus inimigos,
mas sim sabedoria para praticar a justiça,
12vou satisfazer o teu pedido;
dou-te um coração sábio e inteligente,
como nunca houve outro igual antes de ti,
nem haverá depois de ti.
13Mas dou-te também o que não pediste,
tanta riqueza e tanta glória
como jamais haverá entre os reis,
durante toda a tua vida.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB