quinta-feira, 29 de setembro de 2016

1ª Leitura - Gl 3,1-5 - 06.10.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
5ª-feira da 27ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Recebestes o Espírito pela prática da Lei
ou pela fé através da pregação?

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 3,1-5

1Ó gálatas insensatos, quem é que vos fascinou?
Diante de vossos olhos, não foi acaso representado,
como que ao vivo,
Jesus Cristo crucificado?
2Só isto quero saber de vós:
Recebestes o Espírito pela prática da Lei
ou pela fé através da pregação?
3Sois assim tão insensatos?
A ponto de, depois de terdes começado pelo espírito,
quererdes terminar pela carne?
4Foi acaso em vão que sofrestes tanto?
Se é que foi mesmo em vão!
5Aquele que vos dá generosamente o Espírito
e realiza milagres entre vós,
faz isso porque praticais a Lei
ou porque crestes, através da pregação?
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Gl 2,1-2.7-14 - 05.10.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 27ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Reconheceram a graça que me foi dada.

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 2,1-2.7-14

Irmãos:
1Quatorze anos mais tarde,
subi, de novo, a Jerusalém, com Barnabé,
levando também Tito comigo.
2Fui lá, por causa de uma revelação.
Expus-lhes o evangelho que tenho pregado entre os pagãos,
o que fiz em particular aos líderes da Igreja,
para não acontecer estivesse eu correndo em vão
ou tivesse corrido em vão.
7Pelo contrário,
viram que a evangelização dos pagãos foi confiada a mim,
como a Pedro foi confiada a evangelização dos judeus.
8De fato, aquele que preparou Pedro
para o apostolado entre os judeus
preparou-me também a mim para o apostolado entre os pagãos.
9Reconhecendo a graça que me foi dada,
Tiago, Cefas e João, considerados as colunas da Igreja,
deram-nos a mão, a mim e a Barnabé,
como sinal de nossa comunhão recíproca.
Assim ficou confirmado que nós iríamos aos pagãos
e eles iriam aos judeus.
10O que nos recomendaram foi somente
que nos lembrassemos dos pobres.
E isso procurei fazer sempre, com toda a solicitude.
11Mas, quando Cefas chegou a Antioquia,
opus-me a ele abertamente, pois ele merecia censura.
12Com efeito,
antes que chegassem alguns da comunidade de Tiago,
ele tomava refeição com os gentios.
Mas, depois que eles chegaram,
Cefas começou a esquivar-se e a afastar-se,
por medo dos circuncidados.
13E os demais judeus acompanharam-no nessa dissimulação,
a ponto de até Barnabé se deixar arrastar
pela hipocrisia deles.
14Quando vi que não estavam procedendo direito,
de acordo com a verdade do Evangelho,
disse a Cefas, diante de todos:
'Se tu, que és judeu, vives como pagão e não como judeu,
como podes obrigar os pagãos a viverem como judeus?
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Gl 1,13-24 - 04.10.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 27ª Semana
Tempo Comum
S. Francisco de Assis, Rlg, memória
Cor: Branco

Dignou-se revelar-me o seu Filho,
para que eu o pregasse entre os pagãos.

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 1,13-24

Irmãos:
13Certamente ouvistes falar
como foi outrora a minha conduta no judaísmo,
com que excessos perseguia e devastava a Igreja de Deus
14e como progredia no judaísmo
mais do que muitos judeus de minha idade,
mostrando-me extremamente zeloso das tradições paternas.
15Quando, porém, aquele que me separou desde o ventre materno
e me chamou por sua graça
16se dignou revelar-me o seu Filho,
para que eu o pregasse entre os pagãos,
não consultei carne nem sangue
17nem subi, logo, a Jerusalém
para estar com os que eram apóstolos antes de mim.
Pelo contrário, parti para a Arábia
e, depois, voltei ainda a Damasco.
18Três anos mais tarde, fui a Jerusalém
para conhecer Cefas
e fiquei com ele quinze dias.
19E não estive com nenhum outro apóstolo,
a não ser Tiago, o irmão do Senhor.
20Escrevendo estas coisas,
afirmo diante de Deus que não estou mentindo.
21Depois, fui para as regiões da Síria e da Cilícia.
22Ainda não era pessoalmente conhecido
das igrejas da Judéia que estão em Cristo.
23Apenas tinham ouvido dizer que
'aquele que, antes, nos perseguia,
está agora pregando a fé que, antes, procurava destruir'.
24E glorificavam a Deus por minha causa.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Gl 1,6-12 - 03.10.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 27ª Semana
Tempo Comum
Bvs. André de Soveral, Ambrósio Frnacisco Ferro Presbs. e Comps. Mts., memória
Cor: Vermelho

O evangelho pregado por mim não o recebi nem aprendi
de homem algum, mas por revelação de Jesus Cristo.

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 1,6-12

Irmãos:
6Admiro-me de terdes abandonado tão depressa
aquele que vos chamou, na graça de Cristo,
e de terdes passado para um outro evangelho.
7Não que haja outro evangelho,
mas algumas pessoas vos estão perturbando
e querendo mudar o evangelho de Cristo.
8Pois bem, mesmo que nós ou um anjo vindo do céu
vos pregasse um evangelho
diferente daquele que vos pregamos, seja excomungado.
9Como já dissemos e agora repito:
Se alguém vos pregar um evangelho
diferente daquele que recebestes, seja excomungado.
10Será que eu estou buscando a aprovação dos homens
ou a aprovação de Deus?
Ou estou procurando agradar aos homens?
Se eu ainda estivesse preocupado em agradar aos homens,
não seria servo de Cristo.
11Irmãos, asseguro-vos que o evangelho pregado por mim
não é conforme a critérios humanos.
12Com efeito, não o recebi nem aprendi de homem algum,
mas por revelação de Jesus Cristo.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Hab 1,2-3; 2,2-4 - 02.10.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
27º DOMINGO
Tempo Comum
Cor: Verde

O justo viverá por sua fé.

Leitura da Profecia de Habacuc 1,2-3; 2,2-4

2Senhor, até quando clamarei,
sem me atenderes?
Até quando devo gritar a ti: 'Violência!',
sem me socorreres?
3Por que me fazes ver iniqüidades,
quando tu mesmo vês a maldade?
Destruições e prepotência estão à minha frente;
reina a discussão, surge a discórdia.
2,2Respondeu-me o Senhor, dizendo:
'Escreve esta visão,
estende seus dizeres sobre tábuas,
para que possa ser lida com facilidade.
3A visão refere-se a um prazo definido,
mas tende para um desfecho, e não falhará;
se demorar, espera,
pois ela virá com certeza, e não tardará.
4Quem não é correto, vai morrer,
mas o justo viverá por sua fé'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Jó 42,1-3.5-6.12-16 (hebr. 1-3.5-6.12-17) - 01.10.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 26ª Semana
Tempo Comum
S. Jerônimo, PresbDr, memória
Cor: Branco

Agora, eu o vejo com meus olhos.
Por isso me retrato.

Leitura do Livro de Jó 42,1-3.5-6.12-16 (hebr. 1-3.5-6.12-17)

1Jó respondeu ao Senhor, dizendo:
2'Reconheço que podes tudo
e que para ti nenhum pensamento é oculto.
3- Quem é esse que ofusca a Providência,
sem nada entender? -
Falei, pois, de coisas que não entendia,
de maravilhas que ultrapassam a minha compreensão.
5Conhecia o Senhor apenas por ouvir falar,
mas, agora, eu o vejo com meus olhos.
6Por isso me retrato
e faço penitência no pó e na cinza'.
12O Senhor abençoou a Jó no fim de sua vida
mais do que no princípio;
ele possuía agora catorze mil ovelhas,
seis mil camelos, mil juntas de bois e mil jumentas.
13Teve outros sete filhos e três filhas:
14a primeira chamava-se 'Rola',
a segunda 'Cássia', e a terceira 'Azeviche'.
15Não havia em toda a terra
mulheres mais belas que as filhas de Jó.
Seu pai lhes destinou uma parte da herança,
entre os seus irmãos.
16Depois destes acontecimentos,
Jó viveu cento e quarenta anos,
e viu seus filhos e os filhos de seus filhos
até a quarta geração.
E Jó morreu velho e repleto de anos.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Jó 38,1.12-21; 40,3-5 - 30.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 26ª Semana
Tempo Comum
S. Jerônimo, PresbDr, memória
Cor: Branco

Alguma vez na vida indicaste à aurora o seu lugar?
Chegaste perto das nascentes do Mar?

Leitura do Livro de Jó 38,1.12-21; 40,3-5

1O Senhor respondeu a Jó,
do meio da tempestade, e disse:
12Alguma vez na vida deste ordens à manhã,
ou indicaste à aurora o seu lugar,
13para que ela apanhe a terra pelos quatro cantos,
e sejam dela sacudidos os malfeitores?
14A terra torna argila compacta,
e tudo se apresenta em trajes de gala,
15mas recusa-se a luz aos malfeitores
e quebra-se o braço rebelde.
16Chegaste perto das nascentes do Mar,
ou pousaste no fundo do Oceano?
17Foram-te franqueadas as portas da Morte,
ou viste os portais das Sombras?
18Examinaste a extensão da Terra?
Conta-me, se sabes tudo isso!
19Qual é o caminho para a morada da luz,
e onde fica o lugar das trevas?
20Poderias alcançá-las em seu domínio
e reconhecer o acesso à sua morada?
21Deverias sabê-lo, pois já tinhas nascido
e grande é o número dos teus anos!
40,3Jó respondeu ao Senhor, dizendo:
4'Fui precipitado.
Que te posso responder?
Porei minha mão sobre a boca.
5Falei uma vez, não replicarei;
uma segunda vez, mas não falarei mais'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

1ª Leitura - Dn 7,9-10.13-14 - 29.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
São Miguel, São Gabriel e São Rafael, Arcanjos . Festa
Cor: Branco

Serviam-no milhares de milhares.

Leitura da Profecia de Daniel 7,9-10.13-14

9Eu continuava olhando
até que foram colocados uns tronos,
e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar.
Sua veste era branca como neve
e os cabelos da cabeça, como ló pura;
seu trono eram chamas de fogo,
e as rodas do trono, como fogo em brasa.
10Derramava-se aí um rio de fogo
que nascia diante dele;
serviam-no milhares de milhares,
e milhões de milhões assistiam-no ao trono;
foi instalado o tribunal
e os livros foram abertos.
13Continuei insistindo na visão noturna,
e eis que, entre as nuvens do céu,
vinha um como filho de homem,
aproximando-se do Ancião de muitos dias,
e foi conduzido à sua presença.
14Foram-lhe dados poder, glória e realeza,
e todos os povos, nações e línguas o serviam:
seu poder é um poder eterno
que não lhe será tirado,
e seu reino, um reino que não se dissolverá.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 27 de setembro de 2016

1ª Leitura - Jó 9,1-12.14-16 - 28.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
4ª-feira da 26ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Como poderia o homem ser justo diante de Deus?

Leitura do Livro de Jó 9,1-12.14-16

1Jó respondeu a seus amigos e disse:
2'Sei muito bem que é assim:
como poderia o homem ser justo diante de Deus?
3Se quisesse disputar com ele,
entre mil razões não haverá uma para rebatê-lo.
4Ele é sábio de coração e poderoso em força;
quem poderia enfrentá-lo e ficar ileso?
5Ele desloca as montanhas, sem que elas percebam
e as derruba em sua cólera.
6Ele abala a terra em suas bases
e suas colunas vacilam.
7Ele manda ao sol que não brilhe
e guarda escondidas as estrelas.
8Sozinho desdobra os céus,
e caminha sobre as ondas do mar.
9Criou a Ursa e o Órion,
as Plêiades e as constelações do Sul.
10Faz prodígios insondáveis,
maravilhas sem conta.
11Se passa junto de mim, não o vejo,
e quando se afasta, não o percebo.
12Se ele apanha uma presa, quem ousa impedi-lo?
Quem pode dizer-lhe: - O que está fazendo?
14Quem sou eu para replicar-lhe,
e contra ele escolher meus argumentos?
15Ainda que eu tivesse razão,
não poderia replicar,
e deveria pedir misericórdia ao meu juiz.
16Se eu clamasse e ele me respondesse,
não creio que daria atenção à minha voz'.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

1ª Leitura - Jó 3,1-3.11-17.20-23 - 27.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 26ª Semana
Tempo Comum
S. Vicente de Paulo, Pb, memória
Cor: Branco

Por que foi dado à luz um infeliz?

Leitura do Livro de Jó 3,1-3.11-17.20-23

1Jó abriu a boca e amaldiçoou o seu dia,
2dizendo:
3'Maldito o dia em que nasci
e a noite em que fui concebido.
11Por que não morri desde o ventre materno,
ou não expirei ao sair das entranhas?
12Por que me acolheu um regaço
e seios uns me amamentaram?
13Estaria agora deitado e poderia descansar,
dormiria e teria repouso,
14com os reis e ministros do país,
que construíram para si sepulcros grandiosos;
15ou com os nobres, que amontoaram
ouro e prata em seus palácios.
16Ou, então, enterrado como aborto,
eu agora não existiria,
como crianças que nem chegaram a ver a luz.
17Ali acaba o tumulto dos ímpios,
ali repousam os que esgotaram as forças.
20Por que foi dado à luz um infeliz
e vida àqueles que têm a alma amargurada?
21Eles desejam a morte que não vem
e a buscam mais que um tesouro;
22eles se alegrariam por um túmulo
e gozariam ao receberem sepultura.
23Por que, então, foi dado à luz o homem
a quem seu próprio caminho está oculto,
a quem Deus cercou de todos os lados?'
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

domingo, 25 de setembro de 2016

1ª Leitura - Jó 1,6-22 - 26.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 26ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

O Senhor deu, o Senhor tirou.
Bendito seja o nome do Senhor!

Leitura do Livro de Jó 1,6-22

6Um dia,
foram os filhos de Deus apresentar-se ao Senhor;
entre eles também Satanás.
7O Senhor, então, disse a Satanás: 'Donde vens?'
- 'Venho de dar umas voltas pela terra', respondeu ele.
8O Senhor disse-lhe:
'Reparaste no meu servo Jó?
Na terra não há outro igual:
é um homem íntegro e correto,
teme a Deus e afasta-se do mal'.
9Satanás respondeu ao Senhor:
'Mas será por nada que Jó teme a Deus?
10Porventura o não levantaste um muro de proteção
ao redor dele, de sua casa e de todos os seus bens?
Tu abençoaste tudo o que ele fez,
e seus rebanhos cobrem toda a região.
11Mas, estende a mão e toca em todos os seus bens;
e eu garanto que ele te lançará maldições no rosto!'
12Então o Senhor disse a Satanás: 'Pois bem,
de tudo o que ele possui, podes dispor,
mas não estendas a mão contra ele'.
E Satanás saiu da presença do Senhor.
13Ora, num dia em que os filhos e filhas de Jó
comiam e bebiam vinho na casa do irmão mais velho,
14um mensageiro veio dizer a Jó:
'Estavam os bois lavrando e as mulas pastando a seu lado,
15quando, de repente, apareceram os sabeus e roubaram tudo,
passando os criados ao fio da espada.
Só eu consegui escapar para trazer-te a notícia'.
16Estava ainda falando, quando chegou outro e disse:
'Caiu do céu o fogo de Deus e matou ovelhas e pastores,
reduzindo-os a cinza.
Só eu consegui escapar para trazer-te a notícia'.
17Este ainda falava, quando chegou outro e disse:
'Os caldeus, divididos em três bandos,
lançaram-se sobre os camelos e levaram-nos consigo,
depois de passarem os criados ao fio da espada.
Só eu consegui escapar para trazer-te a notícia'.
18Este ainda falava, quando chegou outro e disse:
'Teus filhos e tuas filhas estavam comendo e bebendo vinho
na casa do irmão mais velho,
19quando um furacão se levantou das bandas do deserto
e se lançou contra os quatro cantos da casa,
que desabou sobre os jovens e os matou.
Só eu consegui escapar para trazer-te a notícia'.
20Então, Jó levantou-se,
rasgou o manto,
rapou a cabeça,
caiu por terra
e, prostrado, disse:
21'Nu eu saí do ventre de minha mãe
e nu voltarei para lá.
O Senhor deu, o Senhor tirou;
como foi do agrado do Senhor,
assim foi feito.
Bendito seja o nome do Senhor!'
22Apesar de tudo isso,
Jó não cometeu pecado
nem se revoltou contra Deus.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

Leia também:
Mensagens de Fé

sábado, 24 de setembro de 2016

1ª Leitura - Am 6,1a.4-7 - 25.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
26º DOMINGO Tempo Comum
Cor: Verde

Agora o bando dos gozadores será desfeito.

Leitura da Profecia de Amós 6,1a.4-7

Assim diz o Senhor todo-poderoso:
1aAi dos que vivem despreocupadamente em Sião,
os que se sentem seguros nas alturas de Samaria!
4Os que dormem em camas de marfim,
deitam-se em almofadas,
comendo cordeiros do rebanho
e novilhos do seu gado;
5os que cantam ao som das harpas,
ou, como Davi, dedilham instrumentos musicais;
6os que bebem vinho em taças,
e se perfumam com os mais finos ungüentos
e não se preocupam com a ruína de José.
7Por isso, eles irão agora
para o desterro, na primeira fila,
e o bando dos gozadores será desfeito.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ecl 11,9-12,8 - 24.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 25ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Lembra-te do teu Criador nos dias da juventude,
antes que volte o pó à terra e o sopro de vida volte a Deus.

Leitura do Livro do Eclesiastes 11,9-12,8

9Alegra-te, jovem, na tua adolescência,
e que o teu coração repouse no bem nos dias da tua juventude;
segue as aspirações do teu coração
e os desejos dos teus olhos;
fica sabendo, porém,
que de tudo isso Deus te pedirá contas
10Tira a tristeza do teu coração,
e afasta a malícia do teu corpo,
pois a adolescência e a juventude são vaidade.
12,1Lembra-te do teu Criador nos dias da juventude,
antes que venham os dias da desgraça
e cheguem os anos dos quais dirás:
'Não sinto prazer neles';
2- antes que se obscureçam o sol, a luz,
a lua e as estrelas,
e voltem as nuvens depois da chuva;
3quando os guardas da casa começarem a tremer,
e se curvarem os homens robustos;
quando as poucas mulheres cessarem de moer,
e ficarem turvas as vistas das que olham pelas janelas
4e se fecharem as portas que dão para a rua;
quando enfraquecer o ruído do moinho,
e os homens se levantarem ao canto dos pássaros,
e silenciarem as vozes das canções,
5e houver medo das alturas e sobressaltos no caminho,
enquanto a amendoeira floresce,
o gafanhoto se arrasta
e a alcaparra perde o seu gosto,
porque o homem se encaminha para a morada eterna,
e os que choram já rondam pelas ruas;
6- antes que se rompa o cordão de prata
e se despedace a taça de ouro,
a jarra se parta na fonte,
a roldana se arrebente no poço,
7- antes que volte o pó à terra, de onde veio,
e o sopro de vida volte a Deus que o concedeu.
8Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes,
tudo é vaidade.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ecl 3,1-11 - 23.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
S. Pio de Pietrelcina Presb, memória
Cor: Branco

Há um momento oportuno
para tudo que acontece debaixo do céu.

Leitura do Livro do Eclesiastes 3,1-11
1Tudo tem seu tempo.
Há um momento oportuno
para tudo que acontece debaixo do céu.
2Tempo de nascer e tempo de morrer;
Tempo de plantar e tempo de colher a planta.
3Tempo de matar e tempo de salvar;
tempo de destruir e tempo de construir.
4Tempo de chorar e tempo de rir;
tempo de lamentar e tempo de dançar.
5Tempo de atirar pedras e tempo de as amontoar;
tempo de abraçar e tempo de se separar.
6Tempo de buscar e tempo de perder;
tempo de guardar e tempo de esbanjar.
7Tempo de rasgar e tempo de costurar;
tempo de calar e tempo de falar.
8Tempo de amar e tempo de odiar;
tempo de guerra e tempo de paz.
9Que proveito tira o trabalhador de seu esforço?
10Observei a tarefa que Deus impôs aos homens,
para que nela se ocupassem.
11As coisas que ele fez são todas boas no tempo oportuno.
Além disso, ele dispôs que fossem permanentes;
no entanto o homem jamais chega a conhecer
o princípio e o fim da ação que Deus realiza.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ecl 1,2-11 - 22.09.2016

5ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Não há nada de novo debaixo do sol.

Leitura do Livro do Eclesiastes 1,2-11

2'Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes,
vaidade das vaidades!
Tudo é vaidade.'
3Que proveito tira o homem de todo o trabalho
com o qual se afadiga debaixo do sol?
4Uma geração passa, outra lhe sucede,
enquanto a terra permanece sempre a mesma.
5O sol se levanta, o sol se deita,
apressando-se para voltar ao seu lugar,
donde novamente torna a levantar-se.
6Dirigindo-se para o sul e voltando para o norte,
ora para cá, ora para lá,
vai soprando o vento,
para retomar novamente o seu curso.
7Todos os rios correm para o mar,
e contudo o mar não transborda;
voltam ao lugar de onde saíram
para tornarem a correr.
8Tudo é penoso,
difícil para o homem explicar.
A vista não se cansa de ver,
nem o ouvido se farta de ouvir.
9O que foi, será;
o que aconteceu, acontecerá:
10não há nada de novo debaixo do sol.
Uma coisa da qual se diz: 'Eis aqui algo de novo',
também esta já existiu nos séculos que nos precederam.
11Não há memória do que aconteceu no passado,
nem também haverá lembrança do que acontecer,
entre aqueles que viverão depois.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 20 de setembro de 2016

1ª Leitura - Ef 4,1-7.11-13 - 21.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
São Mateus, Apóstolo e Evangelista . Festa
Cor: Vermelho

Foi Cristo quem instituiu alguns como apóstolos,
outros como evangelistas.

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 4,1-7.11-13

Irmãos:
1Eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto
a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes:
2Com toda a humildade e mansidão,
suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor.
3Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito
pelo vínculo da paz.
4Há um só Corpo e um só Espírito,
como também é uma só a esperança à qual fostes chamados.
5Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo,
6um só Deus e Pai de todos,
que reina sobre todos,
age por meio de todos e permanece em todos.
7Cada um de nós recebeu a graça
na medida em que Cristo lha deu.
11E foi ele quem instituiu alguns como apóstolos,
outros como profetas,
outros ainda como evangelistas,
outros, enfim, como pastores e mestres.
12Assim, ele capacitou os santos para o ministério,
para edificar o corpo de Cristo,
13até que cheguemos todos juntos à unidade da fé
e do conhecimento do Filho de Deus,
ao estado do homem perfeito
e à estatura de Cristo em sua plenitude.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

1ª Leitura - Pr 21,1-6.10-13 - 20.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
3ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
Ss. André Kim Taegon Presb, Paulo Chong Hasang e Comps. Mts, memória
Cor: Vermelho

Sentenças diversas.

Leitura do Livro dos Provérbios 21,1-6.10-13

1O coração do rei nas mãos do Senhor
é como água corrente;
ele o dirige para onde quer.
2O homem pensa que o seu caminho é sempre reto,
mas é o Senhor quem sonda os corações.
3Praticar a justiça e o direito
é mais agradável ao Senhor do que os sacrifícios.
4Olhar arrogante e coração orgulhoso,
a lâmpada dos malvados não é senão o pecado.
5Os projetos do homem aplicado produzem abundância,
mas todos os apressados só alcançam indigência.
6Tesouros adquiridos com língua mentirosa
são ilusão passageira dos que procuram a morte.
10A alma do malvado deseja o mal,
ele olha sem piedade para o seu próximo.
11Quando se castiga o zombador, aprende o imbecil,
e quando o sábio é instruído, ele adquire mais saber.
12O justo observa a casa do ímpio
e leva os ímpios à desgraça.
13Quem tapa os ouvidos ao clamor do pobre,
também há de clamar, mas não será ouvido.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

1ª Leitura - Pr 3,27-34 - 19.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
2ª-feira da 25ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

O Senhor detesta o perverso.

Leitura do Livro dos Provérbios 3,27-34

Meu filho:
27Não recuses um favor a quem dele necessita,
se tu podes fazê-lo.
28Não digas ao próximo: 'Vai embora,
volta amanhã, então te darei',
quando podes dar logo!
29Não trames o mal contra o próximo,
quando ele vive contigo cheio de confiança.
30Não abras processo contra alguém sem motivo,
se não te fez mal algum!
31Não invejes o homem violento,
e não escolhas nenhum de seus caminhos,
32porque o Senhor detesta o perverso,
mas reserva sua amizade aos íntegros.
33O Senhor amaldiçoa a casa do ímpio,
mas abençoa a morada dos justos.
34Ele zomba dos zombadores,
mas concede o seu favor aos humildes.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Am 8,4-7 - 18.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
25º DOMINGO
Tempo Comum
Cor: Verde

Contra aqueles que dominam os pobres com dinheiro.

Leitura da Profecia de Amós 8,4-7

4Ouvi isto, vós que maltratais os humildes
e causais a prostração dos pobres da terra;
5vós que andais dizendo:
'Quando passará a lua nova,
para vendermos bem a mercadoria?
E o sábado, para darmos pronta saída ao trigo,
para diminuir medidas, aumentar pesos,
e adulterar balanças,
6dominar os pobres com dinheiro
e os humildes com um par de sandálias,
e para pôr à venda o refugo do trigo?'
7Por causa da soberba de Jacó, jurou o Senhor:
'Nunca mais esquecerei o que eles fizeram.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - 1Cor 15,35-37.42-49 - 17.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Sábado da 24ª Semana
Tempo Comum
Cor: Verde

Semeia-se em corrupção e ressuscita-se em incorrupção.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15,35-37.42-49

Irmãos:
35Alguém perguntará?
Como ressuscitam os mortos?
36Insensato!
O que semeias, não nasce sem antes morrer.
37E, quando semeias,
não semeias o corpo da planta, que há de nascer,
mas o simples grão, como o de trigo,
ou de alguma outra planta.
42Pois assim será também a ressurreição dos mortos.
Semeia-se em corrupção e ressuscita-se em incorrupção.
43Semeia-se em ignomínia, e ressuscita-se em glória.
Semeia-se em fraqueza, e ressuscita-se em vigor.
44Semeia-se um corpo animal,
e ressuscita-se um corpo espiritual.
Se há um corpo animal, há também um espiritual.
45Por isso está escrito:
o primeiro homem, Adão, 'foi um ser vivo'.
O segundo Adão é um espírito vivificante.
46Veio primeiro não o homem espiritual,
mas o homem natural;
depois é que veio o homem espiritual.
47O primeiro homem, tirado da terra, é terrestre;
o segundo homem vem do céu.
48Como foi o homem terrestre,
assim também são as pessoas terrestres;
e como é o homem celeste,
assim também vão ser as pessoas celestes.
49E como já refletimos a imagem do homem terrestre,
assim também refletiremos a imagem do homem celeste.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

1ª Leitura - 1Cor 15,12-20 - 16.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
6ª-feira da 24ª Semana
Tempo Comum
S. Cornélio* Pp, e S. Cipriano* B Mts, memória
Cor: Vermelho

Se Cristo não ressuscitou é vã a vossa fé.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15,12-20

Irmãos:
12Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dos mortos,
como podem alguns dizer entre vós
que não há ressurreição dos mortos?
13Se não há ressurreição dos mortos,
então Cristo não ressuscitou.
14E se Cristo não ressuscitou,
a nossa pregação é vã
e a vossa fé é vã também.
15Nesse caso, nós seríamos testemunhas mentirosas de Deus,
porque teríamos atestado - contra Deus -
que ele ressuscitou Cristo,
quando, de fato, ele não o teria ressuscitado
- se é verdade que os mortos não ressuscitam.
16Pois, se os mortos não ressuscitam,
então Cristo também não ressuscitou.
17E se Cristo não ressuscitou,
a vossa fé não tem nenhum valor
e ainda estais nos vossos pecados.
18Então, também os que morreram em Cristo pereceram.
19Se é para esta vida
que pusemos a nossa esperança em Cristo,
nós somos - de todos os homens -
os mais dignos de compaixão.
20Mas, na realidade, Cristo ressuscitou dos mortos
como primícias dos que morreram.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

1ª Leitura - Hb 5,7-9 - 15.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Nossa Senhora das Dores . Memória
Cor: Branco

Aprendeu o que significa a obediência a Deus
e tornou-se causa de salvação eterna.

Leitura da Carta aos Hebreus 5,7-9

7Cristo, nos dias de sua vida terrestre,
dirigiu preces e súplicas,
com forte clamor e lágrimas,
àquele que era capaz de salvá-lo da morte.
E foi atendido, por causa de sua entrega a Deus.
8Mesmo sendo Filho,
aprendeu o que significa a obediência a Deus
por aquilo que ele sofreu.
9Mas, na consumação de sua vida,
tornou-se causa de salvação eterna
para todos os que lhe obedecem.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB

terça-feira, 13 de setembro de 2016

1ª Leitura - Nm 21,4b-9 - 14.09.2016

Leia também: LITURGIA DA PALAVRA
Exaltação da Santa Cruz . Festa
Cor: Vermelho

Aquele que for mordido e
olhar para ela viverá.

Leitura do Livro dos Números 21,4b-9

Naqueles dias:
4Os filhos de Israel partiram do monte Hor,
pelo caminho que leva ao mar Vermelho,
para contornarem o país de Edom.
Durante a viagem o povo começou a impacientar-se,
5e se pôs a falar contra Deus e contra Moisés, dizendo:
"Por que nos fizestes sair do Egito
para morrermos no deserto?
Não há pão, falta água,
e já estamos com nojo desse alimento miserável".
6Então o Senhor mandou contra o povo
serpentes venenosas,
que os mordiam;
e morreu muita gente em Israel.
7O povo foi ter com Moisés e disse:
"Pecamos, falando contra o Senhor e contra ti.
Roga ao Senhor que afaste de nós as serpentes".
Moisés intercedeu pelo povo,
8e o Senhor respondeu:
"Faze uma serpente de bronze
e coloca-a como sinal sobre uma haste;
aquele que for mordido e olhar para ela viverá".
9Moisés fez, pois, uma serpente de bronze
e colocou-a como sinal sobre uma haste.
Quando alguém era mordido por uma serpente,
e olhava para a serpente de bronze,
ficava curado.
Palavra do Senhor.
Fonte CNBB